Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/902774
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Agrobiologia - Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Issue Date: 2010
Type of Material: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Authors: FONSECA, F. de A.
LELES, P. S. dos S.
SAGGIN JUNIOR, O. J.
SILVA, E. M. R. da
OLIVEIRA NETO, S. N. de
Additional Information: Fábio de Alcântara Fonseca, Instituto Estadual de Florestas, MG; Paulo Sérgio dos Santos Leles, UFRRJ; ORIVALDO JOSE SAGGIN JUNIOR, CNPAB; ELIANE MARIA RIBEIRO DA SILVA, CNPAB; Sílvio Nolasco de Oliveira Neto, Universidade Federal de Viçosa.
Title: produção de mudas de acacia mangium e mimosa artemisiana utilizando residuos urbanos como substratos, associados a fungos micorrízicos arbusculares.
Publisher: Seropédica: Embrapa Agrobiologia, 2010.
Pages: 24 p.
Series/Report no.: (Embrapa Agrobiologia. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento, 67).
Language: pt_BR
Keywords: Lixo urbano.
Description: Este trabalho teve como objetivo avaliar o crescimento de mudas de Acacia mangium Wild. E Mimosa artemisiana Heringer e Paula em diferentes substratos formados a base de resíduos urbanos. Utilizaram-se como recipientes vasos de 980 mL. Os tratamentos utilizados foram substratos formados por composto de lixo urbano (CLU) + composto do resíduo de poda (CRP), nos seguintes percentuais, em volume: (90 + 0; 70 + 20; 45 + 45; 20 + 70; 0 + 90), juntamente com 5% de moinha de carvão e 5% de subsolo argiloso, em todos os tratamentos. A testemunha foi o substrato utilizado pela Embrapa Agrobiologia, constituído em volume, de 30% de composto orgânico de resíduos vegetais, 30% de areia, 30% de subsolo argiloso e 10% de fosfato de rocha (v/v). Os tratamentos foram testados na presença e na ausência de inoculação de fungos micorrízicos arbusculares (FMAs). O delineamento experimental foi inteiramente casualizado em esquema fatorial 6x2. Aos 120 dias após o transplante oram avaliados o crescimento em altura, diâmetro da parte aérea, peso de matéria seca da parte aérea, peso de matéria seca das raízes, colonização micorrízica e a densidade de esporos no substrato. O substrato S2 (70/20), com 70% de CPU e 20% de CRP, destacou-se juntamente com a testemunha nas avaliações do crescimento das mudas de ambas as espécies. Ao final do experimento não foi observada diferença estatística em função da inoculação dos fungos. Verificou-se que os substratos que continham composto de resíduo de poda acima de 45% não foram adequados para a produção das mudas.
Thesagro: Composto Orgânico
Micorriza.
Year: 2011-10-10
Appears in Collections:Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CNPAB)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
bot06710.pdf596,96 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace