Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/339500
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorPRADO, R. B.pt_BR
dc.contributor.authorSCHULER, A.pt_BR
dc.contributor.authorDONAGEMMA, G. K.pt_BR
dc.contributor.authorMACEDO, J. R.pt_BR
dc.contributor.authorNATALÍCIA, CARVALHO, L. G.pt_BR
dc.contributor.authorCONCEIÇÃO, M dapt_BR
dc.date.accessioned2013-03-20T23:33:04Z-
dc.date.available2013-03-20T23:33:04Z-
dc.date.created2008-02-22pt_BR
dc.date.issued2007pt_BR
dc.identifier.other13097pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/339500pt_BR
dc.descriptionA presente caracterização do meio físico da microbacia do córrego Caixa D?água é parte da fase de elaboração do ?marco zero? relacionado ao monitoramento do meio físico do projeto: ?Manejo Sustentável de Recursos Naturais em Microbacias do Norte-Noroeste Fluminense? - SMH-SEAAPI/ GEF (Global Environment Facility), cujo objetivo é apoiar produtores rurais de base familiar na autogestão dos recursos naturais, visando o desenvolvimento rural baseado em um modelo de agricultura sócio-ambientalmente sustentável. O diagnóstico prévio da bacia do rio do Imbé realizado pelo projeto supracitado, delimitou seis zonas agroecológicas a partir de uma metodologia de integração dos aspectos do meio físico, a fim de obter unidades homogêneas com base na agregação de unidades morfopedológicas, e considerando as potencialidades e fragilidades dos recursos naturais, os padrões de uso e o estado de degradação das terras. Tais zonas foram denominadas Unidades de Planejamento Estratégico da Bacia Hidrográfica do Rio do Imbé (BHRI), sendo elas: Planícies Aluviais; Áreas de Relevo Suave Colinoso; Áreas de Relevo Colinoso; Áreas de Relevo Montanhoso; Áreas de Relevo Escarpado e Parque Estadual do Desengano. Na seleção de microbacias pilotos para o projeto, os estudos realizados no diagnóstico possibilitaram a escolha da microbacia do córrego Caixa D?água, localizada no município de Trajano de Morais - RJ, que inclui áreas das zonas agroecológicas de relevo montanhoso e relevo escarpado. Nesta caracterização são descritas as condições da microbacia do córrego Caixa D?água em termos de clima, geologia, geomorfologia, recursos hídricos, pedologia e uso e cobertura da terra, utilizando-se da classificação em zonas agroecológicas para apresentar os padrões do meio físico observa- dos nesta microbacia. O objetivo deste estudo é subsidiar as ações de Planejamento e Manejo Integrado e Sustentável de Ecossistemas/Recursos Naturais que serão propostas no decorrer do projeto, e servir como ?marco zero?, ou linha de base, para o monitoramento das condições ambientais da microbacia, possibilitan- do a avaliação das ações efetivadas.pt_BR
dc.description.uribitstream/item/79348/1/doc93-2007-trajano-morais.pdfpt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherRio de Janeiro: Embrapa Solos, 2007.pt_BR
dc.relation.ispartofEmbrapa Solos - Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)pt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectTrajano de Morais.pt_BR
dc.titleMarco Zero - Caracterização do meio físico da microbacia do córrego Caixa d´água - município de Trajano de Morais/RJ.pt_BR
dc.typeBoletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)pt_BR
dc.date.updated2013-03-20T23:33:04Zpt_BR
dc.subject.thesagroCobertura do Solopt_BR
dc.subject.thesagroMicrobaciapt_BR
dc.subject.thesagroUso da Terra.pt_BR
dc.ainfo.id339500pt_BR
dc.ainfo.lastupdate2013-03-20pt_BR
Appears in Collections:Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CNPS)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
doc932007trajanomorais.pdf2,95 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace