Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1128169
Title: Farelo de mamona industrialmente destoxificado na alimentação de ovinos.
Authors: POMPEU, R. C. F. F.
ROCHA, A. C.
CÂNDIDO, M. J. D.
SALLES, H. O.
SEVERINO, L. S.
ROGERIO, M. C. P.
GUEDES, L. F.
ALVES, F. G. da S.
FREITAS, J. W. L.
Affiliation: ROBERTO CLAUDIO FERNANDES F POMPEU, CNPC; AMANDA CARDOSO ROCHA, Pós-graduação - Universidade Federal do Ceará (UFC) - Fortaleza, CE, Brasil; MAGNO JOSÉ DUARTE CÂNDIDO, Universidade Federal do Ceará (UFC) - Fortaleza, CE, Brasil; HEVILA OLIVEIRA SALLES, CNPC; LIV SOARES SEVERINO, CNPA; MARCOS CLAUDIO PINHEIRO ROGERIO, CNPC; LUCIANA FREITAS GUEDES; FRANCISCO GLEYSON DA SILVEIRA ALVES, Universidade Federal do Ceará (UFC) - Fortaleza, CE, Brasil; JOSIAS WÉRICLES LIMA FREITAS, Universidade Federal do Ceará (UFC) - Fortaleza, CE, Brasil.
Date Issued: 2020
Citation: Sobral: Embrapa Caprinos e Ovinos, 2020.
Pages: 21 p.
Description: Resumo: Objetivou-se com o presente estudo avaliar o consumo, desempenho, e 25parâmetros sanguíneos de ovinos alimentados com farelo de mamona industrialmente 26destoxificado como fonte alternativa de proteína. O experimento foi conduzido no Núcleo 27de Ensino e Estudos em Forragicultura do Departamento de Zootecnia da Universidade 28Federal do Ceará ?NEEF/DZ//UFC, localizado em Fortaleza ?CE. O período 29experimental teve duração de 77 dias, comperíodo de adaptação dos animais às dietas e 30ao ambiente experimental foi de 14 dias. Foram utilizados 24 machos não castrados, com 3118 kg ± 2,23 de peso corporal e aproximadamente sete meses de idade, sendo 12 ovinos 32da raça Morada Nova e 12 ovinos da raça Santa Inês. Os animais foram distribuídos em 33um delineamento inteiramente casualizado com arranjo fatorial 3 x 2, sendo três dietas 34(concentrado a base de farelo de soja ?FS; de farelo de mamona dessolventizado -FMD; 35e de farelo de mamona dessolventizado peneirado ?FMDP, tendo feno do capim-tifton 3685 (Cynodon sp.) como volumoso) e duas raças ovinas (Morada Nova e Santa Inês), com 37quatro repetições (ovinos). O farelo de mamona foi coletado na saída do processo de dessolventização no processo normal de extração de óleo da indústria Azevedo Óleos e 39não foisubmetido a nenhum tratamento adicional para destoxificação. Para um dos 40tratamentos, utilizou-se uma fração granulométrica mais fina do farelo de mamona 41passado em uma peneira com malha 30 mesh (orifícios de 0,5 mm). Não foi observada 42interação (P>0,05) entre genótipo e dieta e nem de dieta (P>0,05) para nenhuma variável 43de desempenho avaliada. Para genótipo houve efeito (P<0,05) apenas para peso final 44(PF), ganho de peso total (GPT)enúmero de dias para ganhar 12 kg (ND12). Não houve 45diferença (P>0,05) de genótipo, dieta e nem de interação entres esses fatores para os 46parâmetros sanguíneos TGO e TGP, onde a média dos resultados encontrados estão 47dentro dos valores de referência (98 a 278 UIL-1) e (60 a 84 UIL-1). O parâmetro ureia 48sanguínea apresentou diferença significativa (P>0,05) para dieta, sendo o FMDP com 49valor superior.Não foram observados sintomas visuais, alterações bioquímicas no sangue 50ou queda de desempenho que pudessem ser associados a toxicidade nos ovinos 51alimentados com o farelo de mamonaindustrialmente destoxificado e o desempenho dos 52ovinos foi similar entre o farelo de mamona e o farelo de soja. [Industrially detoxified castor meal in sheep feed]. Abstract: The objective of this study was to evaluate the consumption, performance, and 57blood parameters of sheep fed with industrially-detoxified castor meal as an alternative 58source of protein. The experiment was conducted at the Center for Teaching and Research 59on Forage, fromto Department of Animal Science at the Federal University of Ceará -60NEEF/DZ/UFC, located in Fortaleza -CE. The experimental period lasted 77 days, and 61the period of adaptation of the animals to the diets and the experimental environment was 6214 days. Theexperiment used 24 non-castrated males, with 18 kg ± 2.23 of body weight 63and approximately seven months of age, being 12 Morada Nova sheep and 12 Santa Inês 64sheep. The animals were distributed in a Completely Randomized Design with a 3 x 2 65factorial arrangement, with three diets (soybean-based concentrate -FS; desolventized 66castor-meal -FMD; and sieved-desolventized castor-meal ?FMDP), with hay of tifton 67grass 85 (Cynodonsp.) as roughage,and two sheep breeds (Morada Nova and Santa Inês), 68with four replicates (sheep). No interaction (P>.05) between genotype and diet was 69observed, nor between diet (P> .05) for any evaluated performance variable. Significant70effect of genotype (P<.05) was observed only for final weight (PF), total weight gain 71(GPT),and number of days to gain 12 kg (ND12). There was no difference (P> 0.05) in 72 genotype, diet,or interaction genotype x diet on the blood parameters TGO and TGP, and 73the average of blood measurements fell within the reference valuesfor those traits(98 to74278 UIL-1) and (60 to 84 UIL-1). The sheep fed industrially-detoxified castor meal did 75show visual symptoms, blood biochemical alteration, or drop in performance that could 76be associated with toxicity, and the sheep performance was similar between castor meal 77and soybean meal.
Thesagro: Ricinus Communis
Ovino
Nutrição Animal
Subproduto
Alimento Alternativo
NAL Thesaurus: Sheep feeding
Ruminant nutrition
Byproducts
Brazil
Keywords: Raça Morada Nova
Raça Santa Inês
Series/Report no.: (Embrapa Caprinos e Ovinos. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento, 16).
Language: Portugues
Type of Material: Folhetos
Access: openAccess
Appears in Collections:Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CNPC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CNPC-2020-Art.50.pdf1,05 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace