Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/55624
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Meio-Norte - Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Data do documento: 3-Ago-1999
Tipo do Material: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Autoria: NASCIMENTO, H. T. S. do
NASCIMENTO, M. do S. C. B.
Informaçães Adicionais: Hoston Tomás Santos do Nascimento, Embrapa Meio-Norte; Maria do Socorro Cortez Bona do Nascimento, Embrapa Meio-Norte.
Título: Tratamento de resíduos da agroindústria com uréia.
Edição: 1998
Fonte/Imprenta: Teresina: Embrapa Meio-Norte, 1998.
Páginas: 19 p.
Série: (Embrapa Meio-Norte. Boletim de pesquisa, 20).
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Ureia
Agroindustria
Tratamento
Residuo
Conteúdo: Três resíduos agroindustriais (bagaço de cana, casca de arroz e bagana de carnaúba, Coperniciu prunifera) foram tratados com uréia líquida, visando-se melhorar seu valor nutritivo para utilização na nutrição de ruminantes. A uréia líquida (5%) foi usada na proporção de 100 L da solução para 100 kg de resíduo. Os resíduos foram incubados em silos durante 10,20 e 30 dias, com três repetições, em delineamento inteiramente casualizado. Após a incubação foram realizadas análises para a determina,ção de proteína bruta, fibra detergente neutro (FDN), fibra detergente ácido (FDA), lignina e digestibilidade in situ da matéria seca (DISMS), cujos resultados foram submetidos à análise de variância e comparados pelo teste de Tukey a 5%. Nos três resíduos, a incubação com uréia mostrou-se eficiente para aumentar o percentual de proteína bruta, sendo que aumentos; relativamente maiores foram verificados nos resíduos de menores teores protéicos. Os efeitos da incubação sobre os demais parâmetros analisados variaram em função do resíduo e, em menor grau, do período de tratamento. Assim sendo, a FDN da casca de arroz e da bagana de carnaúba e a FDA da casca de arroz e do bagaço de cana foram reduzidas pela incubação. Aumento na DISMS somente foi observado ria casca de arroz, que foi também o único resíduo a apresentar decréscimo no teor de lignina. O principal benefício da incubação com uréia consistiu no aumento do teor protéico dos resíduos, principalmente da casca de arroz.
Ano de Publicação: 1998
Aparece nas coleções:Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CPAMN)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
BP20.pdf733,34 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace