Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/980999
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Pantanal - Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Date Issued: 2013
Type of Material: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Authors: CATELLA, A. C.
ALBUQUERQUE, S. P.
CAMPOS, F. L. R.
SANTOS, D. C. dos
Additional Information: AGOSTINHO CARLOS CATELLA, CPAP; SELENE PEIXOTO ALBUQUERQUE, SEMAC/IMASUL; FÂNIA LOPES RAMIRES CAMPOS, SEMAC/IMASUL; DARCI CAETANO DOS SANTOS, 15º BPMA.
Title: Sistema de controle da pesca de Mato Grosso do Sul - SCPESCA/MS 18 - 2011.
Publisher: Corumbá: Embrapa Pantanal, 2013.
Pages: 54 p.
Series/Report no.: (Embrapa Pantanal. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento, 123).
Language: pt_BR
Keywords: Bacia do Alto Paraguai
Brasil
Pesca esportiva.
Description: Neste boletim encontram-se as informações sobre a pesca profissional e esportiva (amadora) coletadas e analisadas pelo Sistema de Controle da Pesca de Mato Grosso do Sul (SCPESCA/MS) no ano de 2011. Os dados obtidos são provenientes do pescado capturado em toda a Bacia do Alto Paraguai em Mato Grosso do Sul e vistoriado pela Polícia Militar Ambiental/MS. Foi registrado um total de 418 t de pescado, das quais 229 t (54,8%) foram capturadas pela pesca profissional e 189 t (45,2%) pela pesca esportiva. As espécies mais capturadas foram: pintado Pseudoplatystoma corruscans (73 t, 18%), cachara Pseudoplatystoma reticulatum (65 t, 16%) e pacu Piaractus mesopotamicus (61 t, 15 %). Os rios que mais contribuíram foram o Paraguai (157 t, 39%) e o Miranda (151 t, 38%). O número total de pescadores profissionais registrados aumentou anualmente de 2008 (1.190) a 2011 (3.140). Esse aumento correspondeu, sobretudo àqueles que efetuam pequenos desembarques (menores que 110 kg), os quais foram subamostrados anteriormente, e que acorreram ao sistema para renovação da documentação de pesca. Esse fato acarretou redução da mediana mensal de desembarque da categoria, que variou entre 22,25 e 48,13 kg por pescador por viagem e do período de duração das viagens, que variou entre 3 e 6 dias de pesca. Por outro lado, o rendimento mediano mensal da categoria manteve-se dentro da faixa dos anos anteriores, variando de 6,50 a 9,92 kg por pescador por dia. Desde 2007, a cota de captura permitida para a pesca esportiva permaneceu em 10 kg mais um exemplar de qualquer peso e até cinco exemplares de piranhas. Um total de 14.643 pescadores esportivos visitou a região, provenientes, principalmente de São Paulo (50%), Paraná (20%) e Minas Gerais (9%) com maior concentração nos meses de setembro e outubro. Em mediana, esses pescadores realizaram viagens com duração de 4 a 5 dias de pesca, capturando entre 11,0 e 14,25 kg por pescador por viagem, com rendimento entre 2,60 e 3,78 kg por pescador por dia.
Thesagro: Estatística Pesqueira
Pesca Continental.
Pesca Artesanal
NAL Thesaurus: Pantanal.
Data Documento: 2014-02-24
ISSN: 1981-7215
Appears in Collections:Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CPAP)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BP123.pdf1,76 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace