Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/881252
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Solos - Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Issue Date: 2010
Type of Material: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Authors: SIMÕES, M.
FIDALGO, E. C. C.
PEDREIRA, B. da C. C. G.
MONTEIRO, R. R.
ARVOR, D.
SKORUPA, L. A.
CASTANHEIRA, M. V. e S.
Additional Information: MARGARETH GONCALVES SIMOES, CNPS; ELAINE CRISTINA CARDOSO FIDALGO, CNPS; BERNADETE DA CONCEICAO C G PEDREIRA, CNPS; RAUL RIGOTO MONTEIRO, UERJ; DAMIEN ARVOR, CIRAD; LADISLAU ARAUJO SKORUPA, CNPMA; MARCELO VARGAS E SILVA CASTANHEIRA, CNPq.
Title: Evolução do desmatamento na região dos formadores do Rio Xingu, no Estado de Mato Grosso.
Publisher: Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2010.
Pages: 30 p.
Series/Report no.: (Embrapa Solos. Boletim de pesquisa e desenvolvimento, 170).
Language: pt_BR
Keywords: Rio Xingu
Mato Grosso
Desflorestamento
Description: A região que abrange as nascentes do rio Xingu está situada no norte do Estado de Mato Grosso. Durante o processo de ocupação da região, que se intensificou nos últimos 40 anos, cerca de 33% da cobertura florestal daquela bacia foi suprimida. O objetivo deste trabalho é apresentar parte dos resultados obtidos pelo projeto "Recuperação de Áreas de Preservação Permanente e Promoção de Boas Práticas Agropecuárias na Bacia do Rio Xingu (Apoio à Campanha 'Y Ikatu Xingu)" para a região dos formadores do Xingu, tendo por objetivos específicos: a) organizar e integrar uma base de dados ambientais da região, b) analisar a evolução do desmatamento; e c) elaborar o diagnóstico do desflorestamento. O uso de geotecnologias, através do inventário e organização de uma base de dados em ambiente de sistema de informação geográfica e do uso de ferramentas de análise espacial, permitiu analisar o desflorestamento na bacia do rio Xingu no MT e sua dinâmica. O estudo mostrou que, dentre as situações de ocupação estudadas (áreas de assentamentos, terras indígenas, jazidas minerais e garimpos), a maior área desflorestada em valores absolutos e relativos ocorre nas áreas de assentamentos rurais, com 64% desflorestados até 2005. Em seguida, têm-se as áreas de influência de garimpos, com 60,97% desflorestados. Esses resultados permitiram conhecer a distribuição da ocorrência dos desmatamentos na área da bacia do rio Xingu e sua dinâmica, configurando-se como importantes subsídios à definição de políticas públicas apropriadas a essa realidade diversa.
Thesagro: Uso da Terra
Bacia Hidrográfica
Cerrado
Year: 2011-03-17
ISSN: 1678-0892
Appears in Collections:Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CNPS)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
bpd1702010xingu.pdf911,27 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace