Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/699579
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorVIEIRA, A. H.pt_BR
dc.contributor.authorSHIMIZU, J. Y.pt_BR
dc.date.accessioned2012-10-05T01:01:31Z-
dc.date.available2012-10-05T01:01:31Z-
dc.date.created2002-06-14pt_BR
dc.date.issued1998pt_BR
dc.identifier.citationPorto Velho: EMBRAPA-CPAF Rondônia, 1998.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/699579pt_BR
dc.descriptionEm Rondônia, os solos sob vegetação de cerrados onde predominam as areias quartzosas, poderão ter no reflorestamento uma alternativa técnica e econômicamente viável, que poderá, ainda, proporcionar uma cobertura protetora para o solo contra a erosão. As espécies de Pinus da região tropical vegetam, normalmente, em solos de baixa fertilidade natural e, mesmo assim, apresentam rápido crescimento. Esse atributo as tornam promissoras para reflorestamentos destinados à produção de madeira nas áreas abrangidads pelo cerrado, especialmente no sul de Rondônia. Uma das espécies mais promissoras para a região é P. tecunumanii, cujo desempenho, aos seis anos de idade, foi avaliado em um teste combinado de procedência e progênie. Foram avaliadas as prodedências Culmí com 13 progênies, Cerro Cusuco com 9 e Gualaco com 13, todas de Honduras. Como testemunha, foi incluído P. oocarpa comercial, produzido em área de produção de semente, em Agudos, SP. Aos 6 anso de idade, os materiais genéticos introduzidos apresentaram alturas médias de 7,15 m (Cerro Cusuco) a 8,08 m (Gualaco), enquanto que a testemunha (P. oocarpa da área de produção de sementes de primeira geração, em uso corrente no país), atingiu 6,07 m. Em DAP, as diferenças foram marcantes, tendo chegado a 9,4 cm e 11,1 cm nas procedências Cerro Casuco, Culmi e Gualaco, respectivamente, enquanto que a testemunha apresentou apenas 7,9 cm. As procedências mais indicadas são as de baixa altitude (menos e 800 m), e localizadas no extremo sul, dentro da sua área de distribuição natural. Variâncias genéticas entre famílias e entre indivíduos no experimento foram substanciais, proporcionando amplas possibilidades de ganhos genéticos mediante seleção de matrizes para formar pomares clonais.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.relation.ispartofseries(EMBRAPA-CPAF Rondônia. Boletim de Pesquisa, 24)pt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectCamcorept_BR
dc.subjectBrasilpt_BR
dc.subjectRondôniapt_BR
dc.titleAvaliação do potencial de produtividade de madeira de Pinus tecunumanii no sul de Rondôniapt_BR
dc.typeFolhetospt_BR
dc.date.updated2012-10-05T01:01:31Zpt_BR
dc.subject.thesagroCerradopt_BR
dc.subject.thesagroProcedênciapt_BR
dc.subject.thesagroProgêniept_BR
dc.subject.thesagroSeleçãopt_BR
dc.subject.nalthesaurusPinus tecunumaniipt_BR
dc.format.extent216 p.pt_BR
riaa.ainfo.id699579pt_BR
riaa.ainfo.lastupdate2012-10-04pt_BR
Appears in Collections:Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CPAF-RO)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CPAFRODOCUMENTOS24AVALIACAODOPOTENCIALDEPRODUTIVIDADEDEMADEIRADEPINUSTECUNUMANIINO.pdf607,05 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace