Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/569157
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Cerrados - Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Date Issued: 2004
Type of Material: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Authors: PEREIRA, E. B. C.
PEREIRA, A. V.
MELO, J. T. de
SOUZA-SILVA, J. C.
FALEIRO, F. G.
Additional Information: ELAINY BOTELHO CARVALHO PEREIRA, AGENCIA RURAL; AILTON VITOR PEREIRA, CPAC; JOSE TEODORO DE MELO, CPAC; JOSE CARLOS SOUSA SILVA, CPAC; FABIO GELAPE FALEIRO, CPAC.
Title: Quebra da dormência de sementes de araticum.
Publisher: Planaltina, DF: Embrapa Cerrados, 2004.
Pages: 15 p.
Series/Report no.: (Embrapa Cerrados. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento, 137)
Language: pt_BR
Keywords: Escarificação
Description: RESUMO: Este trabalho consistiu em dois experimentos conduzidos na Embrapa Cerrados, em Planaltina, DF e teve como objetivo avaliar tratamentos para a quebra da dormência de sementes de araticum. No primeiro experimento, as sementes foram imersas por dois e quatro dias em cinco concentrações de ácido giberélico - GA3 (0,250,500, 1000 e 2000 mg.dm-3). O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, com oito repetições de 25 sementes por parcela, em esquema fatorial 5x2, mais dois tratamentos adicionais: testemunha e imersão em água quente (+ ou - 75 º C) com esfriamento natural. Cada bloco foi constituído de sementes de diferentes plantas-matriz. No segundo experimento, sementes intactas e escarificadas de uma única planta foram imersas por dois dias, nas mesmas concentrações de GA3. Como testemunhas, foram testadas sementes intactas e escarificadas, ambas sema a prévia embebição em água. O delineamento experimental foi interamente ao acaso, com quatro repetições de 50 sementes por parcela, em esquema fatorial 5 x 2, mais as duas testemunhas sem embebição. O tratamento com GA3 quebrou a dormência das sementes de araticum e não houve diferenças entre as plantas-matriz. Maiores porcentagens de emergência de plântulas foram obtidas com a imersão das sementes em solução de GA3 por quatro dias nas concentrações de 250 a 2000 mg/L ou por dois dias nas concentrações de 1000 a 2000 mg/L. A escarificação mecânica do tegumento não quebrou a dormência, mas favoreceu a absorção de GA3 e, consequentemente, a germinação de sementes. O choque térmico das sementes em água quente também não quebrou a dormência que está relacionada com problemas endógenos. ABSTRACT: This work was carried out at the Embrapa Cerrados Research Center, Planaltina county, Brazil. Two trials were performed to investigate the breakage of the araticum seed dormancy. In the first trial, the seeds were immerged in to five solutions of giberelic acid -GA3 (0, 250, 500, 1000 and 2000 mg/L). for two and four days. The experimental design was randomized complete books with 8 replicates of 25 seeds per plot, in a factorial scheme 5x2 plus two extra treatments: the control and the immersion into hot water at about 75º C followed by the natural temperature decrease for 24 hours. Seeds of different plans were taken as experimental blocks to isolate their effects. In the second trial, the seeds were collected from a single plant and separated in two groups: non-scarified and scarified seeds by a small cut of the tegument on the opposite side of the hilum. Both the groups were immerged for two days in the five solutions of giberelic acid as used in the first experiment. The experimental design was completely randomized with four replicates of 50 seeds per plot, in a factorial scheme 5x2 plus two control treatments with non-soaked seeds of both the groups. The seeds were sown in sand seed bed (about 1 cm deep), covered with a thin layer (1 cm) of vermiculite. The GA3 has broken the dormancy of the araticum seeds, with no difference among the mother plants. The effective treatments were the imersion of seeds in 250 to 2000 mg/L solutions of GA3 for four days or above 1000 mg.dm-3 solutions of GA3 for two days. The soaking in the hot water and the mechanical scarification of tegument did not break the araticum seed dormancy. Therefore, the dormancy of araticum seeds is related to endogenous problems.
Thesagro: Ácido Giberélico
Annona Crassiflora
Araticum
Cerrado
Germinação
Espécie Nativa
Data Documento: 2006-01-10
Appears in Collections:Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CPAC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
bolpd137.pdf236,41 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace