Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/336440
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Solos - Séries anteriores (INFOTECA-E)
Data do documento: 2000
Tipo do Material: Séries anteriores (INFOTECA-E)
Autoria: SILVA, C. A.
PEREZ, D. V.
MENEGUELLI, N. do A.
BERNARDI, A. C. de C.
AVELLAR, M. L.
Informaçães Adicionais: CARLOS ALBERTO SILVA, CNPS; DANIEL VIDAL PEREZ, CNPS; NELI DO AMARAL MENEGUELLI, CNPS; ALBERTO CARLOS DE CAMPOS BERNARDI, CNPS; MÁRCIA LINHARES AVELLAR, CNPS.
Título: Controle de qualidade em laboratório de fertilidade do solo que adotam o Método Embrapa: relatório de desempenho no período de 1994-1998.
Fonte/Imprenta: Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2000.
Páginas: 44 p.
Série: (Embrapa Solos. Boletim de pesquisa, 17).
Idioma: pt_BR
Conteúdo: Neste relatório são discutidos assuntos associados ao controle de qualidade das análises realizadas em 68 laboratórios de fertilidade do solo do Brasil durante o período de 1994-1998. A metodologia de controle de qualidade do Programa Análise de Qualidade dos Laboratórios de Solos da Embrapa - PAQLF baseia-se no envio, a cada três meses, de 02 amostras de solo para a análise de pH em água, dos teores trocáveis de cálcio, magnésio, potássio e alumínio, e do fósforo extraível (Mehlich-1). Com base nas 04 rodadas de controle de qualidade, emitiu-se, a cada ano, uma lista com conceitos e classificação de cada laboratório, sendo considerado com qualidade mínima aceitável somente os laboratórios com conceito A ou B. A infra-estrutura e os procedimentos analíticos usados nos laboratórios participantes do Programa foram levantados através da análise de questionários enviados no ano de 1998. No período de 1994-1996, cerca de 80% dos laboratórios obtiveram conceitos A ou B; em 1997, cerca de 74% dos laboratórios apresentaram qualidade mínima aceitável, e, em 1998, somente 58% dos laboratórios obtiveram conceitos A ou B. Contudo, considerando-se o período de 1994 a 1998, o número de laboratórios aptos a usarem o selo de participação no PAQLF saltou de 13 para 30. De um modo geral, o nível de qualidade das análises geradas em cada laboratório variou muito de um ano para outro. A elaboração de cadastro com informações dos laboratórios participantes do PAQLF permitiu identificar as seguintes deficiências: baixa automatização dos laboratórios, uso de protocolos antigos que não refletem o estado da arte de marchas analíticas ajustadas para os solos brasileiros, ausência de uniformização de procedimentos entre os laboratórios e infra-estrutura laboratorial deficiente, o que resulta em baixa produtividade.
Thesagro: Análise do Solo
Controle de Qualidade
Fertilidade
Laboratório
Solo.
Ano de Publicação: 2005-05-12
ISSN: 1517-5219
Aparece nas coleções:Séries Anteriores (CNPS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
bp172000paqlf9498.pdf153,61 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace