Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/31428
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorGREGO, C. R.pt_BR
dc.contributor.authorCOUTINHO, A. C.pt_BR
dc.contributor.authorQUARTAROLI, C. F.pt_BR
dc.contributor.otherCELIA REGINA GREGO, CNPM; ALEXANDRE CAMARGO COUTINHO, CNPM; CARLOS FERNANDO QUARTAROLI, CNPM.pt_BR
dc.date.accessioned2011-04-10T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2011-04-10T11:11:11Zpt_BR
dc.date.created2009-02-19pt_BR
dc.date.issued2008pt_BR
dc.identifier.issn1415-2118pt_BR
dc.identifier.other2265pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/31428pt_BR
dc.descriptionO Estado do Mato Grosso, localizado na região da Amazônia Legal, apresenta características especiais para o entendimento das relações entre os fenômenos de desflorestamento e de queimadas, por apresentar um complexo mosaico de ecossistemas naturais, uma significativa diversidade de sistemas de produção agropecuários e uma dinâmica de uso e ocupação acelerada. Este trabalho apresenta o resultado da análise espacial e de correlação entre os dados de monitoramento de desflorestamento e de focos de calor publicados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), para o Estado de Mato Grosso, no período compreendido entre 2001 e 2005. Inicialmente, foi estruturada uma base de dados e as variáveis numéricas foram submetidas a cálculos de estatística descritiva e análise geoestatística, permitindo a construção e ajuste de semivariogramas para verificar a existência ou não de dependência espacial. Dados com dependência espacial foram interpolados e espacializados em mapas de isolinhas. A análise mostrou um crescimento dos focos de calor e de áreas desflorestadas de 2001 até 2004. A correlação foi significativa para queimada e desflorestamento em 2003 e em 2004, indicando que os focos de calor identificados estão fortemente associados aos processos de desflorestamento para o mesmo ano, principalmente para os anos com maiores ocorrências destes fenômenos. A dinâmica espaço-temporal de ocorrência de queimadas e desflorestamento não foi aleatória e ocorreu seguindo um padrão espacial e temporal bem definido. A região crítica do Estado foi o Centro-Norte, por se tratar da região com maior participação, tanto das queimadas, quanto do desflorestamento em Mato Grosso. A correlação e a dinâmica espacial e temporal encontradas indicam ser oportuna a integração das informações disponibilizadas sobre o monitoramento de queimadas e o monitoramento dos desflorestamentos, possibilitando a elaboração de abordagens que considerem esses fenômenos como sendo complementares e auxiliares.pt_BR
dc.description.uribitstream/item/105289/1/2265.pdfpt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherCampinas: Embrapa Monitoramento por Satélite, 2008.pt_BR
dc.relation.ispartofEmbrapa Territorial - Comunicado Técnico (INFOTECA-E)pt_BR
dc.relation.ispartofseries(Embrapa Monitoramento por Satélite. Comunicado Técnico, 25)pt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectAnálise espacialpt_BR
dc.subjectQueimadaspt_BR
dc.subjectDesflorestamentopt_BR
dc.subjectEstado do Mato Grossopt_BR
dc.titleAnálise espacial e correlação entre dados de queimadas e desflorestamento no Estado do Mato Grosso, entre 2001 e 2005.pt_BR
dc.typeComunicado Técnico (INFOTECA-E)pt_BR
dc.date.updated2014-08-25T11:11:11Zpt_BR
dc.format.extent27 p.pt_BR
dc.ainfo.id31428pt_BR
dc.ainfo.lastupdate2014-08-25pt_BR
Appears in Collections:Comunicado Técnico (CNPM)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2265.pdf311,07 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace