Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/213719
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Arroz e Feijão - Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Date Issued: 2003
Type of Material: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Authors: HEINEMANN, A. B.
Additional Information: ALEXANDRE BRYAN HEINEMANN, CNPAF.
Title: Otimização do manejo da irrigação do feijoeiro comum utilizando o modelo CROPGRO.
Publisher: Santo Antônio de Goiás: Embrapa Arroz e Feijão; Juiz de Fora: Embrapa Gado de Leite, 2003.
Pages: 29 p.
Series/Report no.: (Embrapa Arroz e Feijão. Boletim de pesquisa e desenvolvimento, 6).
Language: pt_BR
Keywords: Modelos de crescimento
DSSAT.
Description: No plantio da primavera, na região de Londrina, no Estado do Paraná, períodos de seca podem ocasionar significativa redução nos rendimentos do feijão. Porém, o uso de irrigação pode possibilitar a obtenção de produtividades elevadas e reduzir os riscos associados à variabilidade das condições climáticas. Sistemas de irrigação por pivô central são comumente utilizados na cultura do feijoeiro na região e são operados para completarem uma revolução em períodos de mais de um dia. No entanto, os modelos de simulação de crescimento de culturas assumem a irrigação de uma determinada área num mesmo dia. Este trabalho apresenta modificações realizadas no modelo de simulação de crescimento CROPGRO visando a fornecer aos irrigantes da região informações para tomadas de decisões que simulem as situações práticas do manejo de irrigação. O modelo modificado considera o número de dias que o pivô central requer para completar uma revolução. Diferentes turnos de rega foram simulados adotando-se sistemas pivô central com diferentes capacidades de aplicação de água e os resultados foram avaliados para a cultura do feijão em função da renda líquida para o Estado do Paraná. Os turnos de rega avaliados incluem a revolução do equipamento de irrigação em um, dois ou três dias. Foram aplicados seis diferentes níveis críticos de umidade do solo para determinar o momento de irrigação, variando-se de 40 a 90% da capacidade de água disponível (CAD) no solo. A capacidade do sistema de irrigação pivô central que maximizou a renda líquida foi a correspondente à aplicação de uma lâmina de 6 mm dia-1. O turno de rega que resultou na máxima renda líquida foi irrigar a área em um dia, quando o nível crítico de umidade do solo nos primeiros 30 cm do perfil do solo foi de 70 a 80% da capacidade de água disponível no solo (CAD).
Thesagro: Feijão
Irrigação
Phaseolus Vulgaris.
Data Documento: 2005-10-10
Appears in Collections:Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CNPAF)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
bolpesq6.pdf466,68 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace