Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1128622
Title: Cobertura vegetal e uso da terra nos solos arenosos das áreas de afloramento do Sistema Aquífero Urucuia-Brasil.
Authors: LANDAU, E. C.
VALADARES, G. M.
Affiliation: ELENA CHARLOTTE LANDAU, CNPMS; Gabriele Moreira Valadares, Estagiária.
Date Issued: 2020
Citation: Sete Lagoas: Embrapa Milho e Sorgo, 2020.
Pages: 63 p.
Description: O Sistema Aquífero Urucuia (SAU) é um reservatório subterrâneo de água doce que contribui significativamente para a manutenção das vazões do Rio São Francisco e seus afluentes. Situa-se em uma área do Bioma Cerrado considerada como a nova ?fronteira agrícola nacional?, onde ocorrem vários meses anuais de estiagem, e a presença de água subterrânea tem estimulado o uso desta para suprir a crescente demanda na região, principalmente para a irrigação de culturas agrícolas produzidas com altos níveis tecnológicos. O solo influencia na manutenção da qualidade e da quantidade das águas subterrâneas, pelo que é necessária a proteção das áreas de recarga de aquíferos, evitando contaminação decorrente da ocupação com atividades antrópicas, bem como o comprometimento de sua recarga. Este trabalho analisou características da cobertura vegetal e uso da terra nos solos arenosos das áreas de afloramento do Sistema Aquífero Urucuia, contribuindo para a identificação de áreas com maior vulnerabilidade ambiental e potencial de contaminação de águas subterrâneas deste sistema. Solos arenosos representam 45,33% das áreas de afloramento do SAU. De acordo com o Projeto MapBiomas, em 2018, 93,08% dos solos arenosos do SAU apresentavam cobertura vegetal de origem natural: 46,30% com ?Formação savânica?, 42,11% com campo natural e 4,61% com ?Cerradão?. Também havia categorias de uso antrópico: 212.138 ha dos solos arenosos com culturas agrícolas, 145.256 ha com pastagem plantada, 8.284 ha com florestas plantadas, 311 ha com infraestrutura urbana e 1,31 ha com mineração. Nesta região, 84,77% da área do SAU situada em Unidades de Conservação (UCs) de proteção integral e 59,25% da situada em UCs de Uso Sustentável apresenta solos arenosos. De uma forma geral, nestas UCs predomina cobertura vegetal natural, mas há áreas de solos arenosos dentro de UCs de Proteção Integral com atividades de origem antrópica, ao contrário do que é estabelecido para esta categoria de UC no Sistema Nacional de Unidades de Conservação ? SNUC. Assim, a área relativa de solos arenosos do SAU com uso antrópico direto é de praticamente 400 mil ha (399.264 ha) de um total de 5.768.983 ha, sendo importante a adoção de práticas conservacionistas sustentáveis nessa região. Adicionalmente, a efetiva proteção de áreas situadas em unidades de conservação demanda a regularização fundiária, bem como estímulos econômicos e fiscalização ambiental efetiva, num momento em que há incentivos nacionais de expansão das áreas agrícolas e tendência de aumento da demanda pelo uso de água de qualidade na região.
Thesagro: Solo
Cerrado
Reservatório de Água
Águas Subterrâneas
Qualidade da Água
Keywords: Conservação ambiental
Unidade de conservação
Matopiba
Selo ODS 6
Sustentabilidade
Objetivo de desenvolvimento sustentável
Agenda 2030
Series/Report no.: (Embrapa Milho e Sorgo. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento, 221).
Language: Portugues
Notes: ODS 6.
Type of Material: Folhetos
Access: openAccess
Appears in Collections:Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CNPMS)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Bol-221.pdf12,37 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace