Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1124623
Title: Avaliação da regeneração natural após exploração florestal na Floresta Estadual do Antimary, Acre.
Authors: CARVALHO, A. L. de
OLIVEIRA, M. V. N. d'
OLIVEIRA, L. C. de
Affiliation: Anelena Lima de Carvalho, Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia; MARCUS VINICIO NEVES D OLIVEIRA, CPAF-AC; LUIS CLAUDIO DE OLIVEIRA, CPAF-AC.
Date Issued: 2020
Citation: Rio Branco, AC: Embrapa Acre, 2020.
Pages: 28 p.
Description: Para entender melhor como a floresta responde ao manejo florestal avaliaram-se os efeitos da exploração florestal na regeneração natural de espécies arbóreas considerando diferentes ambientes produzidos pelas operações de exploração florestal, por meio de parcelas estabelecidas em unidades de produção anual (UPAs) com 1, 4 e 8 anos de exploração florestal na Floresta Estadual do Antimary, estado do Acre, Brasil. O estudo foi conduzido nos pátios, estradas secundárias, trilhas de arraste e clareiras produzidas pelo corte das árvores. Áreas não afetadas diretamente pela exploração florestal foram utilizadas como controle. Neste estudo foram considerados regeneração natural todos os indivíduos arbóreos entre 50 cm de altura e 10 cm de diâmetro à altura do peito (DAP). Todas as plantas foram marcadas, identificadas e medidas. A densidade da regeneração natural não variou entre os diferentes ambientes ao longo da cronossequência estudada (>- 0,08). Apenas as espécies pioneiras apresentaram uma densidade relativa alta nos pátios, estradas secundárias e trilhas de arraste, para todos os anos analisados (p &#8804; 0,001). Os resultados demonstraram que os distúrbios produzidos pela exploração florestal foram temporários e, 8 anos após a exploração, densidade de plantas, composição florística e condições físicas do solo apresentaram resultados semelhantes às áreas não perturbadas. To better understand how forest respond to these activities we assessed the effects of forest exploitation on the natural regeneration of tree species considering the different environments produced by forest logging operations. The natural regeneration was studied through plots establishment in Annual Production Areas (UPA) logged, one, four and eight years ago, in the Antimary State Forest (FEA) located in Acre State, Brazil. The study was carried out in logging landings, secondary roads, skid trails, and felled trees gaps. Undisturbed by logging areas were used as control. We considered as forest regeneration all plants between 50 cm height until 10 cm breast height diameter (DBH). All plants were targeted, measured and identified. Natural regeneration density did not varied among the different environments along the studied chrono-sequence (p > - 0.08). Only pioneer species presented a higher relative density in the log landings, secondary roads and skid trails for all studied years (p < 0.01). The results demonstrate that the disturbances promoted by logging forest operations were temporary and eight years after logging, plants density and species composition presented results similar to the undisturbed forest.
Thesagro: Exploração Florestal
Regeneração Natural
NAL Thesaurus: Logging
Natural regeneration
Conservation areas
Sustainable forestry
Keywords: Unidade de conservação
Manejo florestal sustentável
Áreas de conservación
Explotación forestal
Regeneración natural
Silvicultura sustentable
Floresta Estadual do Antimary (AC)
Bujari (AC)
Acre
Amazônia Ocidental
Western Amazon
Amazonia Occidental
Series/Report no.: (Embrapa Acre. Boletim de pesquisa e desenvolvimento, 60).
ISSN: 0101-5516
Language: Portugues
Type of Material: Folhetos
Access: openAccess
Appears in Collections:Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CPAF-AC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
27021.pdf576,57 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace