Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1116508
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Agrossilvipastoril - Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Date Issued: 2019
Type of Material: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Authors: IKEDA, F. S.
SILVA, J. N. da
CAVALIERI, S. D.
ANDRADE JUNIOR, E. R. de
Additional Information: FERNANDA SATIE IKEDA, CPAMT; JACKSON NOGUEIRA DA SILVA, Confiança Representações; SIDNEI DOUGLAS CAVALIERI, CNPA; EDSON RICARDO DE ANDRADE JUNIOR, Instituto mato-Grossense do Algodão, IMA-MT.
Title: Tolerância de cultivares de soja com e sem a tecnologia STS à aplicação de chlorimuron-ethyl em pré-emergência.
Publisher: Sinop, MT: Embrapa Agrossilvipastoril, 2019.
Series/Report no.: (Embrapa Agrossilvipastoril. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento, 4)
Language: pt_BR
Keywords: Tolerancia
Chlorimuron-ethyl
Tecnologia STS
Tolerância a sulfoniluréia
Controle de planta daninha
Planta daninha
Planta invasora
Sulfoniluréias
Monsoy 7739 RR
Brasmax Garra IPRO
Mato Grosso
Sorriso-MT
Sinop-MT
Description: Com o advento da soja RR, aplicações sucessivas de glyphosate tornaram-se comuns nas áreas de produção de grãos, ocasionando a seleção de plantas daninhas resistentes e tolerantes ao herbicida. Devido à seleção, buscaram-se novas alternativas de controle, incluindo-se as cultivares STS, tolerantes à sulfoniluréias. Objetivou-se com esse trabalho avaliar a tolerância de cultivares de soja com e sem a tecnologia STS a doses crescentes de chlorimuron-ethyl (0 g ha-1, 20 g ha-1, 40 g ha-1 e 80 g ha-1) aplicadas em pré-emergência. As avaliações de fitointoxicação das cultivares foram realizadas aos 40 dias e 55 dias após a aplicação, atribuindo-se notas de 0 % a 100 %. Avaliou-se também a massa de 100 grãos, o número de vagens por planta e grãos por vagem, o estande final e o rendimento de grãos no final do ciclo da cultura. Há aumento de fitointoxicação para a cultivar sem a tecnologia STS com o aumento da dose de chlorimuron-ethyl em pré-emergência, demonstrando a suceptibilidade da cultivar para doses superiores a 20 g ha-1 com perdas de rendimento de até 20% quando utilizada a maior dose (80 g ha-1), enquanto a cultivar com a tecnologia STS é tolerante à aplicação em pré-emergência de chlorimuron-ethyl até a dose de 80 g ha-1.
Thesagro: Soja
Pré-Emergência
Erva Daninha
Data Documento: 2019-12-10
ISSN: 2675-08-13
Appears in Collections:Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CPAMT)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019cpamtfernandaikedatoleranciacultivaressojastspreemergencia.pdf1,57 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace