Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1098825
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Agrossilvipastoril - Circular Técnica (INFOTECA-E)
Data do documento: 2018
Tipo do Material: Circular Técnica (INFOTECA-E)
Autoria: NETTO, J. C.
ROLIM, G. G.
SCOZ, L.
MARTINS, E. S.
PITTA, R. M.
VIANA, D. de L.
Informaçães Adicionais: JACOB CROSARIOL NETTO, IMAMT; GUILHERME GOMES ROLIM, IMAMT; LEONARDO SCOZ, IMAMT; ERICA SOARES MARTINS, IMAMT; RAFAEL MAJOR PITTA, CPAMT; DANIELA DE LIMA VIANA, UNIVERSIDADE DE CUIABA.
Título: Helicoverpa armigera: ameaça a lavouras Bt de algodoeiro.
Fonte/Imprenta: Cuiabá, MT, IMAMT, 2018.
Série: (IMAmt. Circular técnica, 35).
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Mato Grosso
Conteúdo: O lançamento comercial, em 1996, de plantas de milho e algodão geneticamente modificadas para controlar pragas causou uma revolução no manejo de lagartas, sendo adotadas amplamente em diversas culturas desde então. Essa tática de controle promoveu a redução significativa do uso de inseticidas, gerando, consequentemente, benefícios como reduções nos custos de produção (Carpenter, 2010), nas taxas de intoxicação de trabalhadores por inseticidas (Koser; Qain, 2011), nos impactos em espécies não alvo dos inseticidas, como inimigos naturais e polinizadores (Lu et al., 2012), e nas pressões de seleção de populações resistentes causadas pelos inseticidas. Entretanto, qualquer tática de controle exerce pressão de seleção de indivíduos mais resistentes.
Thesagro: Helicoverpa Zea
Heliothis Armigera
Lagarta
Identificação
Algodão
Ano de Publicação: 2018-11-06
Aparece nas coleções:Circular Técnica (CPAMT)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018cpamtrafaelpittahelicoverpaarmigeraameacaalgodoeiro.pdf1,37 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace