Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1092985
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia - Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Data do documento: 2-Jul-2018
Tipo do Material: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Autoria: OLIVEIRA, D. V. de
SANTOS, I. R. I.
SALOMAO, A. N.
MARTINS, I. S.
MUNDIM, R. C.
ALVES, R. de B. das N.
Informaçães Adicionais: Daniela Vasconcelos de Oliveira, Estagiária, Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia; IZULME RITA IMACULADA SANTOS, Cenargen; ANTONIETA NASSIF SALOMAO, Cenargen; Ildeu Soares Martins, Professor, UnB; ROSANGELA CALDAS MUNDIM, Cenargen; ROSA DE BELEM DAS NEVES ALVES, Cenargen.
Título: Procedimento simplificado para descontaminação, introdução e multiplicação in vitro de explantes de ginseng brasileiro (Pfaffia glomerata [Spreng. ] Pedersen).
Fonte/Imprenta: Brasília, DF: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia.
Série: (Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento / Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, 335).
Idioma: pt_BR
Conteúdo: Pfaffia glomerata (Spreng.) Pedersen, conhecida popularmente como ginseng brasileiro, é uma espécie medicinal nativa. Essa espécie se encontra em situação vulnerável devido à coleta predatória para uso fitoterápico. O objetivo desse trabalho foi estabelecer um procedimento simplificado para a introdução e multiplicação clonal in vitro de explantes de ginseng brasileiro. Segmentos nodais (SN) foram coletados de plantas em crescimento no campo experimental da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, submetidos a dois tratamentos de descontaminação utilizando hipoclorito de sódio e estreptomicina (Tratamento 1), ou apenas a estreptomicina (Tratamento 2), e cultivados in vitro em meio de cultura MS com 3% de sacarose e 0,7% de ágar, sem adição de reguladores de crescimento. Após cada tratamento os SN foram inoculados in vitro e as culturas foram mantidas em sala de crescimento a 25 ± 2°C, com fotoperíodo de 12 horas de luz, e intensidade luminosa de 50 μm.m-2., s-1 fornecida por lâmpadas fluorescentes brancas. Plântulas normais com parte aérea e sistema radicular bem desenvolvidos foram produzidas após trinta dias de cultivo in vitro. Os percentuais de regeneração foram de 92% e 80% para os SN submetidos ao Tratamento 1 ou Tratamento 2, respectivamente. A multiplicação in vitro foi realizada por subcultivo de ápices caulinares (AC) e SN coletados das plântulas obtidas in vitro em meio de cultura MS sem adição de reguladores de crescimento. O procedimento descrito é simples, econômico, permite a introdução, regeneração e multiplicação in vitro de P. glomerata para a produção de estoques de plântulas para estudos diversos como a criopreservação, a propagação clonal ou a conservação ex situ do seu germoplasma.
Thesagro: Pfaffia Glomerata
Espécie Nativa
Ano de Publicação: 2018
Aparece nas coleções:Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CENARGEN)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
BPD335multiplicacaoinvitro.pdf1,31 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace