Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1087678
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Agrossilvipastoril - Circular Técnica (INFOTECA-E)
Data do documento: 2018
Tipo do Material: Circular Técnica (INFOTECA-E)
Autoria: ITUASSU, D. R.
SPERA, S. T.
Informaçães Adicionais: DANIEL RABELLO ITUASSU, CPAMT; SILVIO TULIO SPERA, CPAMT.
Título: Abordagem prática do dimensionamento da demanda hídrica em projetos de piscicultura.
Fonte/Imprenta: Sinop, MT: Embrapa Agrossilvipastoril, 2018.
Páginas: 17 p.
Série: (Embrapa Agrossilvipastoril. Circular Técnica, 2)
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Dimensionamento.
Conteúdo: A criação de animais aquáticos é o maior agronegócio do planeta atualmen¬te, movimentando 144,4 bilhões de dólares por ano (MARTINEZ-PORCHAS; MARTINEZ-CORDOVA, 2012; FAO, 2014). Esta importância tende a se intensificar devido à demanda que será criada com o aumento populacional mundial, aumento de renda, urbanização e acesso a uma dieta diversificada (FAO, 2014). A piscicultura no Brasil está ganhando importância, apesar da produção ainda incipiente, quando comparada com o potencial que o país apresenta. No Brasil foram produzidas cerca de 392 mil toneladas de pescado oriundo da aquicultura (PRODUÇÃO..., 2013), quantidade ainda insuficiente para atender a demanda interna (MELO; NIKOLIK, 2013), suprida pela importação. A atratividade da piscicultura como atividade econômica tem estimulado a abertura de novas áreas de produção, e isto, por sua vez, causa pressão sobre corpos hídricos locais, pois é a partir destes que o principal insumo da piscicul¬tura ? a água ? é captado para viabilizar a produção. De fato, a aquicultura é uma atividade de uso intensivo de água, consumindo mais por unidade de área do que a agricultura irrigada (BOYD; GROSS, 2000). Pelo fato da aquicultura ser uma atividade que resulta em retiradas de volume de água de corpos hídricos, a mesma está sujeita a dispositivos legais que regulamentam a atividade. Esta é uma situação percebida em diferentes países, e visam atenuar o impacto da aquicultura sobre corpos hídricos locais (BOYD et al., 2007). No Brasil, a Agência Nacional de Águas ? ANA, é o órgão responsável pela implementação da Política Nacional de Recursos Hídricos, e entre outras atribuições, é responsável por regulamentar o uso da água para diferentes atividades (agricultura, mineração, aquicultura, etc). A água é um bem de todos, e este é um assunto relevante para os profissionais que trabalham no desenvolvimento de projetos de piscicultura. O tema fez parte de um dos módulos de treinamento apresentados aos técnicos extensionistas públicos e privados de Mato Grosso, no âmbito do projeto ?Capacitação conti¬nuada de técnicos multiplicadores I em piscicultura em Mato Grosso?, liderado pela Embrapa Agrossilvipastoril, que objetivou o aprofundamento do conheci¬mento das pessoas responsáveis pela Assistência Técnica e Extensão Rural em piscicultura, uma das cadeias produtivas tidas como prioritárias para o estado.
Thesagro: Recurso hidrico
Piscicultura
Evaporação
Infiltração
Tanque
Vazão
Corrente de água
Viveiro.
Ano de Publicação: 2018-02-15
ISSN: 2447-262X
Aparece nas coleções:Circular Técnica (CPAMT)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018cpamtdanielituassudimensionamentodemandahidricaprojetospiscicultura.pdf1,31 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace