Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1066859
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Gado de Corte - Documentos (INFOTECA-E)
Data do documento: 2016
Tipo do Material: Documentos (INFOTECA-E)
Autoria: JORNADA CIENTÍFICA EMBRAPA GADO DE CORTE, 12., 2016, Campo Grande, MS.
Título: [Anais...]
Fonte/Imprenta: Brasília, DF: Embrapa, 2016.
Páginas: 112 p.
Série: (Embrapa Gado de Corte. Documentos, 227).
Idioma: pt_BR
Notas: Comissão organizadora: Marta Pereira da Silva - Coordenadora; Mateus Figueiredo Santos - Vice-Coordenador; Rodrigo Carvalho Alva - Secretário Executivo e Editoração.
Conteúdo: O estudo do comportamento materno-filial se torna importante por permitir classificar as ovelhas pela sua reatividade, resultando em maior sobrevivência dos cordeiros, o produto comercial da ovinocultura. Objetivou-se caracterizr as variáveis do comportamento materno de ovinos pantaneiros no período do periparto e correlacionar com as características produtivas. Foram utilizadas 27 ovelhas pantaneiras com idade média de 3,8 anos e peso corporal médio de 47 kg. As observações do comportamento ocorreram desde o início do parto até 2 horas após, quando foram registradas as seguintes observações: permanência da ovelha parturiente com o rebanho, grau de agitação durante o parto, postura corporal e tempos de latência do cordeiro para ficar em pé e para mamar. Nas primeiras 12 a 24 horas após o parto foi avaliado o Escore do Comportamento Materno (ECM) por uma escala de seis pontos (1 = muito ruim e 6 = muito bom). Os dados de natureza qualitativa como postura corporal foram codificados como em pé = 1 e deitada =2. Os dados foram submetidos à análise de fatores principais. Para a análise multivariada foram usados seis atributos comportamentais, cinco referentes às medidas zootécnicas da ovelha (idade, Escore da Condição Corporal ? ECC na estação de monta e no desmame) e três referentes ao cordeiro (sexo, peso ao nascimento e peso ao desmame). Na análise dos fatores principais, três explicaram 55,30% da variância acumulada. Houve associação positiva entre ECM, postura corporal da ovelha, sexo do cordeiro, peso ao nascimento e ao desmame do cordeiro. O grau de agitação das ovelhas foi positivamente associado à latência para o cordeiro mamar. O ECM foi associado negativamente com a latência para o cordeiro levantar. Conclui-se que ovelhas com ECM bom (?4) apresentam postura corporal deitada e dão à luz cordeiros com maior peso ao nascimento e ao desmame.
Thesagro: Gado de corte
Ovino
Produção animal
Sanidade animal
Nutrição animal
Melhoramento genético animal
Pastagem
NAL Thesaurus: Beef cattle
Sheep
Animal production
Animal health
Animal nutrition
Genetic improvement
Pastures
Ano de Publicação: 2017-03-13
Aparece nas coleções:Série Documentos (CNPGC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
12JornadaCientificaEmbrapaGadodeCorte.pdf848,33 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace