Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1010125
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorLUMBRERAS, J. F.pt_BR
dc.contributor.authorNAIME, U. J.pt_BR
dc.contributor.authorOLIVEIRA, A. P. dept_BR
dc.contributor.authorSILVA NETO, L. de F. dapt_BR
dc.contributor.authorCARVALHO FILHO, A. dept_BR
dc.contributor.authorMOTTA, P. E. F. dapt_BR
dc.contributor.authorCALDERANO, S. B.pt_BR
dc.contributor.authorSIMÕES, M. L. R.pt_BR
dc.contributor.authorAGLIO, M. L. D.pt_BR
dc.contributor.authorVIEIRA, E. M.pt_BR
dc.contributor.authorMACHADO, M. L.pt_BR
dc.contributor.authorSANTOS, A. J. R. dospt_BR
dc.contributor.authorSILVA, D. C. dapt_BR
dc.contributor.authorSOUZA, J. S. dept_BR
dc.contributor.authorFERREIRA, A. R.pt_BR
dc.contributor.otherJOSE FRANCISCO LUMBRERAS, CNPS; UEBI JORGE NAIME, EPAMIG; ALINE PACOBAHYBA DE OLIVEIRA, CNPS; LUIS DE FRANCA DA SILVA NETO, CNPS; AMAURY DE CARVALHO FILHO, CNPS; PAULO EMILIO FERREIRA DA MOTTA, CNPS; SEBASTIAO BARREIROS CALDERANO, CNPS; MARIA LÉLIA RODRIGUEZ SIMÕES, EPAMIG; MARIO LUIZ DIAMANTE AGLIO, CNPS; ELIANE MARIA VIEIRA, UNIFEI; MARLEY LAMOUNIER MACHADO, EPAMIG; ANA JÚLIA RIBEIRO DOS SANTOS, EPAMIG; DENER CORREIA DA SILVA, EPAMIG; JOSE SILVA DE SOUZA, CNPS; ALANA RODRIGUES FERREIRA, EPAMIG.pt_BR
dc.date.accessioned2015-02-27T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2015-02-27T11:11:11Zpt_BR
dc.date.created2015-02-27pt_BR
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.issn1678-0892pt_BR
dc.identifier.other18877pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1010125pt_BR
dc.descriptionCom o objetivo de prover informações dos recursos de solos da área de expansão do projeto de irrigação do Jaíba (Etapa III, que abrange 12.015 ha), a fim de possibilitar o adequado planejamento e monitoramento das atividades agrossilvipastoris e de preservação ambiental, foi realizado o levantamento de solos em nível de semidetalhe, na escala 1:50.000, conforme as normas preconizadas pela Embrapa. Predomina cobertura sedimentar cenozóica sobre rochas do Grupo Bambuí, dispostas em superfície aplainada, amplamente dominante, pontuada por dolinas e uvalas, além de um trecho de planície fluvial, ao longo do rio Ilha do Retiro. A região é caracterizada por temperaturas médias elevadas, precipitações médias abaixo dos 900 mm anuais e deficiência hídrica anual de 450 mm a 500 mm, evidenciando o curto período favorável ao crescimento das plantas em sequeiro, nas estações de primavera e verão. O ambiente seco também é evidenciado pela vegetação natural, dominada por florestas decíduas e caatingas, ou transição entre essas formações vegetais. A diferenciação de solos na área está bem condicionada ao nível topográfico relativo dos terrenos. Da superfície plana do topo da paisagem em direção às depressões semicirculares dispersas na área têm-se uma topossequência característica, com Latossolos Amarelos de caráter distrófico e textura média leve dominante na ampla área em nível topográfico superior; e solos dessa mesma classe, mas em geral com saturação por bases alta (eutróficos) e teores de argila ligeiramente mais elevados, localizados em depressões suavizadas, ou nas bordas ligeiramente inclinadas das dolinas; seguidos de Cambissolos Háplicos Tb Eutróficos (petroplínticos, endorredóxicos ou gleissólicos) de textura argilosa, em nível topográfico intermediário; aos quais se sucedem Planossolos e Gleissolos, que ocorrem associados nos fundos das dolinas e uvalas, mais rebaixadas. O vale do ribeirão Ilha do Retiro, por outro lado, apresenta um padrão de distribuição de solos distinto, com domínio de Neossolos Flúvicos, desenvolvidos de material de textura média ou argilosa de deposição aluvionar, ocorrendo nas partes topográficas inferiores, em associação com Chernossolos Rêndzicos, que tendem a predominar no segmento de nível topográfico um pouco mais alto, limitando-se no topo da encosta com a área de Latossolos Amarelos. A extensa área aplainada apresenta boas condições para agricultura intensiva com irrigação, porém com restrições decorrentes da baixa capacidade de água disponível, elevada taxa de infiltração e baixa fertilidade natural. Em direção aos níveis topográficos mais baixos, há uma tendência geral de aumentar as limitações à utilização agrícola, sobretudo em decorrência da deficiência de aeração, imposta pela dificuldade de drenagem e escoamento, assim como pela possibilidade de encharcamento por afluxo de água proveniente dos terrenos circundantes.pt_BR
dc.description.uribitstream/item/128868/1/BPD-248-Levantamento-Solos-Proj-Jaiba.pdfpt_BR
dc.formatil. color.pt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherRio de Janeiro: Embrapa Solos, 2014.pt_BR
dc.relation.ispartofEmbrapa Solos - Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)pt_BR
dc.relation.ispartofseries(Embrapa Solos. Boletim de pesquisa e desenvolvimento, 248).pt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.titleLevantamento semidetalhado dos solos do Projeto Jaíba (etapa III), Estado de Minas Gerais.pt_BR
dc.typeBoletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)pt_BR
dc.date.updated2016-09-22T11:11:11Zpt_BR
dc.subject.thesagroSolopt_BR
dc.subject.thesagroClassificação do solopt_BR
dc.subject.thesagroReconhecimento do solopt_BR
dc.subject.nalthesaurusSoilpt_BR
dc.subject.nalthesaurusSoil classificationpt_BR
dc.format.extent2147 p.pt_BR
dc.ainfo.id1010125pt_BR
dc.ainfo.lastupdate2016-09-22pt_BR
Appears in Collections:Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CNPS)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BPD248LevantamentoSolosProjJaiba.pdf12,51 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace