DSpace

Infoteca-e » Embrapa Semi-Árido (CPATSA) » Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CPATSA) »

Por favor, utilize esse identificador para citar ou referenciar esse registro:
http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/930494

FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut

Formato RegistroConteúdo
Unidade da Embrapa/Coleção: Embrapa Semiárido - Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Identificador: 48101
Data de Envio: 6-Ago-2012
Tipo do Material: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Autoria: KIILL, L. H. P.
MARTINS, C. T. de V. D.
SILVA, P. P. da
Informações Adicionais: LUCIA HELENA PIEDADE KIILL, CPATSA; CARLA TATIANA DE VASCONCELOS DIAS MARTINS; PALOMA PEREIRA DA SILVA.
Título: Morfologia e dispersão dos frutos de espécies da Caatinga ameaçadas de extinção.
Edição: 2012
Fonte/Imprenta: Petrolina: Embrapa Semiárido, 2012.
Páginas: 23 p.
Série: (Embrapa Semiárido. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento, 97).
ISSN: 1808-9968
Idioma: pt_BR
Palavras-chaves: Bioma Caatinga
Myracrodruon urundeuva
Schinopsis brasiliensis
Sideroxylon obtusifolium
Amburana ceare
Espécie nativa
Baraúna
Aroeira-do-sertão
Quixabeira
Umburana-de-cheiro
Planta em extinção
Thesagro: Caatinga
Planta nativa
Ecologia
Morfologia
NAL Thesaurus: Native vegetation
Caatinga
Morphology and dispersal syndromes
Conteúdo: Este trabalho teve por objetivo estudar a morfologia e as síndromes de dispersão de Myracrodruon urundeuva, Schinopsis brasiliensis (Anacardiaceae), Sideroxylon obtusifolium (Sapotaceae) e Amburana cearensis (Leguminosae), contribuindo para o entendimento da ecologia dessas espécies, em área de Caatinga, na Reserva Legal do Projeto Salitre, Juazeiro, BA. Para os estudos morfológicos, 200 frutos de cada espécie foram coletados em diferentes indivíduos da população e mensurados. De acordo com o tipo de fruto, foi adotado um método de avaliação da dispersão dos diásporos em campo: parcelas de 1m2 para os frutos secos e observação em campo no período de 5h às 18h, para os frutos carnosos. Para avaliar a taxa de sobrevivência no campo, plântulas das quatro espécies foram identificadas e acompanhadas quinzenalmente por um período de 6 meses. M. urundeuva, S. brasiliensis e A. cearensis apresentaram frutos secos do tipo anemocórico enquanto S. obtusifolium apresentou frutos carnosos adaptados à dispersão zoocórica, podendo ser considerada como importante fonte alimentar para a avifauna da região. Quanto ao estabelecimento das plantas jovens, verificou-se que nas espécies anemocóricas a dispersão ocorre a curta distância, o que ocasionaria a distribuição agregada das mesmas. Para as espécies anemocóricas foram registradas taxas de sobrevivência inferiores a 30%, indicando que o recrutamento de plantas jovens está comprometido, podendo estar associado às condições climáticas adversas e à predação por animais silvestres e domésticos.
Ano de Publicação: 2012
Aparece nas Coleções:Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CPATSA)
Arquivo Descrição TamanhoFormatoVisualizar
BPD97.pdf2,98 MBAdobe PDFThumbnail
Download

Formato Dublin Core

Estatísticas