Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/878010
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Monitoramento por Satélite - Documentos (INFOTECA-E)
Data do documento: 21-Fev-2011
Tipo do Material: Documentos (INFOTECA-E)
Autoria: RONQUIM, C. C.
Informaçães Adicionais: CARLOS CESAR RONQUIM, CNPM.
Título: Queimadas na colheita da cana-de-açúcar: impactos ambientais, sociais e econômicos.
Edição: 2010
Fonte/Imprenta: Campinas, SP: Embrapa Monitoramento por Satélite, 2010.
Páginas: 45 p.
Série: (Embrapa Monitoramento por Satélite. Documentos, 77)
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Agricultura - cana-de-açucar
Cana-de-açúcar - colheita - queimada
Impacto Ambiental
Impacto Social
Conteúdo: Atualmente a cultura da cana-de-açúcar no Brasil ocupa mais de oito milhões de hectares e faz do País o maior produtor mundial de cana e seus derivados. Nesse contexto, a região Centro-Sul responde por cerca de 90% da produção total. O Estado de São Paulo, maior produtor, vem buscando viabilizar a sustentabilidade desse agronegócio por meio de um protocolo de intenções, regido por lei, em que a prática da queima da palha da cana deve ser gradativamente reduzida até sua completa eliminação. A completa adoção da colheita mecanizada da cana-de-açúcar possibilitará maior ganho ambiental e resultará em menor emissão de poluentes atmosféricos e gases de efeito estufa, na melhoria da qualidade do solo, entre tantos outros ganhos. Ao deixar de queimar a palha da cana e fazer a colheita mecanicamente, as usinas e os produtores rurais conseguem reduzir os custos de produção e eliminar os encargos trabalhistas. O setor sucroalcooleiro é responsável por gerar grande número de empregos diretos e indiretos, e a proibição da queima da cana-de-açúcar como método de despalha acelera a mecanização da colheita e produz impactos negativos sobre o número de empregados da lavoura canavieira. Embora sejam criados empregos na indústria do açúcar e do álcool, há redução da força de trabalho na área agrícola. A ausência das queimadas traz benefícios à saúde e ao meio ambiente e produz ganhos econômicos para todo o setor. Entretanto, trará sérias consequências empregatícias para a mão de obra rural nos canaviais. Este estudo busca apresentar os impactos ambientais, sociais e econômicos da queima e da sua substituição pela colheita mecânica no agronegócio da cana-de-açúcar.
Ano de Publicação: 2010
Aparece nas coleções:Série Documentos (CNPM)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Doc77.pdf2,15 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace