Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/737082
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Mandioca e Fruticultura - Comunicado Técnico (INFOTECA-E)
Data do documento: 27-Abr-2010
Tipo do Material: Comunicado Técnico (INFOTECA-E)
Autoria: SANTOS FILHO, H. P.
LARANJEIRA, F. F.
OLIVEIRA, A. A. R.
Informaçães Adicionais: HERMES PEIXOTO SANTOS FILHO, CNPMF; FRANCISCO FERRAZ LARANJEIRA BARBOSA, CNPMF; ANTONIO ALBERTO ROCHA OLIVEIRA, CNPMF.
Título: Mancha marrom de alternaria em tangerinas.
Edição: 2009
Fonte/Imprenta: Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical, 2009.
Páginas: 2 p.
Série: (Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical. Citros em foco, 33).
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Tangerina
Fruta citrica
Doença de planta
Conteúdo: O primeiro relato sobre Alternaria em citros foi em 1903, na Austrália, mas há registros da doença em Israel, Turquia, Espanha, Colômbia, África do Sul e Estados Unidos. No Brasil, a primeira constatação da doença afetando exclusivamente tangerinas foi em 2001, no Rio de Janeiro, estando hoje disseminada em vários estados. A identificação da doença foi realizada em frutos de tangor ?Murcott? e tangerina ?Ponkan? e é causada pelo fungo Alternaria alternata f. sp. citri, que produz uma toxina específica para tangerinas e seus híbridos, não afetando laranjas doces, limões e limas ácidas.
Ano de Publicação: 2009
Aparece nas coleções:Comunicado Técnico (CNPMF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
citros33.pdf173,84 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace