Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/710703
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Rondônia - Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Data do documento: 15-Out-2009
Tipo do Material: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Autoria: BRITO, L. G.
OLIVEIRA, M. C. de S.
MOURA, M. M. da F.
SILVA NETTO, F. G. da S.
CAVALCANTE, F. A.
MARIM, A. D.
SOUZA, G. C. R. de
SILVA, J. L. da
Informaçães Adicionais: Luciana Gatto Brito, Embrapa Rondônia; Márcia Cristina de Sena Oliveira, Embrapa Pecuária Sudeste; Maria Manuela da Fonseca Moura, UNIR; Francelino Goulart da Silva Netto, Embrapa Rondônia; Francisco Aloísio Cavalcante, Embrapa Acre; Adriana Denise Marim.
Título: Extração de DNA a partir de coágulos sanguíneos bovinos.
Edição: 2006
Fonte/Imprenta: Porto Velho: Embrapa Rondônia, 2006.
Páginas: 17 p.
Série: (Embrapa Rondônia. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento, 43).
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Extração de DNA
Coágulo sanguíneo
Epidemiologia molecular
Doenças de bovinos
DNA extraction
blood clot
bovine diseases.
Conteúdo: Foi otimizada uma metodologia de extração de DNA genômico a partir de coágulo sanguíneo. Amostras de sangue com e sem anticoagulante EDTA para a obtenção dos coágulos sanguíneos foram coletadas em bovinos nos estados de Rondônia e Acre para pesquisa de Anaplasma marginale. Para a extração de DNA a partir do coágulo sanguíneo testaram-se dois tipos de tecido de nylon: no tratamento 1, o tecido utilizado apresentava diâmetro dos poros de 200 µm e no tratamento 2, tecido com poros de diâmetro de 1.200 µm. As amostras de sangue com anticoagulante representaram o tratamento 3, sendo este considerado como tratamento controle. Após a quebra mecânica, os coágulos sofreram centrifugação a 7.000 RPM por 15 minutos passando através das malhas dos tecidos utilizados nos tratamentos 1 e 2. A extração de DNA das amostras a partir do coágulo centrifugado e do sangue total se deu através da utilização de kit comercial para extração de DNA genômico. A quantificação do DNA obtido foi realizada através de espectrofotometria a 260 e 280 m, sendo sua integridade verificada através de eletroforese em gel de agarose. As amostras de DNA obtidas a partir dos diferentes protocolos foram utilizadas como molde para amplificação, por PCR, do gen msp5 de A. marginale. A quantidade de DNA obtida pelos tratamentos 1 e 2 foi semelhante a do sangue total (33,39 ± 1,17; 31,76 ± 0,663; 32,35 ± 0,676, respectivamente). A pureza do DNA nas amostras obtidas a partir dos tratamentos 1 e 2 foram semelhantes a do sangue total (A260/280 = 1,61 ± 0,068; 1,58 ± 0,035; 1,63 ± 0,028, respectivamente). A utilização de tecidos de organza ou tipo filó se mostrou como uma metodologia apta a ser incorporada como método de rotina para extração de DNA a partir de coágulo sanguíneo bovino por ser uma metodologia simples, rápida, barata e reproduzível para a obtenção de quantidades consideráveis de DNA de boa qualidade para utilização em estudos de epidemiologia molecular em patologias bovinas.
NAL Thesaurus: molecular epidemiology.
Ano de Publicação: 2006
Aparece nas coleções:Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CPAF-RO)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
bpd43dnabovinos.pdf290,27 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace