Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/655562
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Mandioca e Fruticultura - Comunicado Técnico (INFOTECA-E)
Data do documento: 22-Jan-2008
Tipo do Material: Comunicado Técnico (INFOTECA-E)
Autoria: FANCELLI, M.
LIMA, M. B.
Informaçães Adicionais: Marileni Fancelli, CNPMF; Marcelo Bezerra Lima, CNPMF.
Título: Manejo do pseudocaule no controle da broca-do-rizoma da bananeira.
Edição: 2007
Fonte/Imprenta: Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical, 2007.
Páginas: não paginado
Série: (Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical. Banana em foco, 57)
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Banana
Praga de planta
Moleque
Conteúdo: A broca da bananeira ou moleque, Cosmopolites sordidus (Germar, 1824) (Coleoptera, Curculionidae), constitui-se na principal praga da bananeira, provocando perdas de até 80% na produção. As larvas são causadoras do dano por produzirem galerias no rizoma, enfraquecendo a planta e reduzindo o peso do cacho, que acaba tombando pela ação do vento. No entanto, por estarem protegidas dentro do rizoma, a verificação de sua presença é mais difícil e também o seu controle. Quando adulto, o besouro de coloração preta mede aproximadamente 1 cm de comprimento e é ativo no período noturno. O moleque se espalha facilmente pelo uso de mudas infestadas ou pelo caminhamento. Durante o dia, o besouro é encontrado entre as bainhas mais externas da bananeira e em restos de pseudocaule que permanecem sobre o solo após a colheita, os quais atuam como verdadeiros esconderijos para a broca.
Ano de Publicação: 2007
Aparece nas coleções:Comunicado Técnico (CNPMF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
banana57.pdf118,92 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace