Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/536414
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Uva e Vinho - Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Data do documento: 6-Dez-1996
Tipo do Material: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Autoria: KUHN, G. B.
BORBA, C. da S.
Informaçães Adicionais: GILMAR BARCELOS KUHN, CNPUV (aposentado); CLEVERSON DA SILVEIRA BORBA, SNTEEN Sete Lagoas.
Título: Influência da eliminação de gemas e profundidade de plantio sobre enraizamento de estacas de porta-enxertos de videira.
Edição: 1996
Fonte/Imprenta: Bento Gonçalves: EMBRAPA-CNPUV, 1996.
Páginas: 20 p.
Série: (EMBRAPA-CNPUV. Boletim de Pesquisa, 7).
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Viticultura
Uva
Propagação
Porta-enxerto
Prática cultural
Enraizamento
Conteúdo: Experimentos foram conduzidos para verificar a infludncia da eliminação de gemas e da profundidade de plantio sobre o enraizamento de estacas de porta-enxertos de videira. As estacas foram plantadas em viveiro, no sistema de valas, com delineamento experimental inteiramente casualizado. No porta-enxerto Kober 5BB foi estudado o efeito da eliminaçao de gemas, com os seguintes tratamentos: 1. estacas com a permanência só da gema superior; 2. estacas com a permanencia da gema superior e a da base; 3. estacas com a permangncia sd das duas gemas superiores; 4. estacas com a permanencia de todas as gemas. Nos porta-enxertos S04 e Rupestris du Lot foi estudada a influência da profundidade de plantio das estacas, com os seguintes tratamentos: I. plantio a 15 cm de profundidade; 2. plantio a 25 cm; 3. plantio a 35 cm. Nas estacas do porta-enxerto SO4 deixaram-se apenas as gemas da base e da extremidade superior, e no porta-enxerta Rupestris du Lot deixou-se a gema da base e duas na extremidade superior. A avaliação foi feita pela contagem e peso das raizes finas, médias e grossas, por nó, e os resultados foram submetidos A análise de variancia e ao teste de Duncan. Nas condiçbes em que foram conduzidos os experimentos, os resultados obtidos indicam que o plantio mais adequado das stacas foi na profundidade de 25 cm, deixando-se nas estacas apenas as gemas da base e uma ou duas na extremidade superior.
Ano de Publicação: 1996
Aparece nas coleções:Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CNPUV)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
influenciadaeliminacao.pdf7,18 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace