Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/339464
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Solos - Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Data do documento: 20-Fev-2008
Tipo do Material: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Autoria: FIDALGO, E. C. C.
BENITES, V. de M.
MACHADO, P. L. O. de A.
MADARI, B. E.
COELHO, M. R.
MOURA, I. B. de
LIMA, C. X. de.
Informaçães Adicionais: ELAINE CRISTINA CARDOSO FIDALGO, CNPS; VINICIUS DE MELO BENITES, CNPS; PEDRO LUIZ OLIVEIRA DE A MACHADO, SRI; BEATA EMOKE MADARI, CNPAF; MAURICIO RIZZATO COELHO, CNPS; Iuri Barroso de Moura; Carolina Xavier de Lima.
Título: Estoque de carbono nos solos do Brasil.
Edição: 2007
Fonte/Imprenta: Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2007.
Páginas: 26 p.
Série: (Embrapa Solos. Boletim de pesquisa e desenvolvimento, 121).
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Estoque de Carbono
Carbono no solo
Conteúdo: Estimativas de estoque de carbono nos solos do Brasil em nível nacional são poucas e se deparam com a falta de informações disponíveis sobre a quantidade de carbono orgânico nos solos sob diferentes usos e em diferentes regiões. Utilizando informações disponíveis na base de dados de solos ?SIGSOLOS?, organizada pela Embrapa Solos, o presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de estimar o estoque de carbono nos solos no Brasil, considerando os diferentes tipos de solo sob diferentes sistemas de uso e distribuídos nos diversos biomas brasileiros. Para a estimativa do estoque de carbono nos solos, considerou-se quatro diferentes conjuntos de dados: as médias de C por classe de solo; as médias de C por classe de solo em cada bioma do território brasileiro; as médias de C dos solos sob um mesmo tipo de uso em cada bioma do território brasileiro; e as médias de C por classe de solo, separados por tipo de uso e por bioma em que ocorrem. A estimativa do estoque de carbono em cada grupamento foi obtida através da somatória do produto da média de C estimada e da área correspondente de cada conjunto de dados. Considerando os diferentes tipos de solo, utilizaram-se dados provenientes de um total de 1712 perfis e obteve-se uma estimativa de 36,60 Pg de C na camada entre 0 e 30 centímetros nos solos do Brasil. Considerando os diferentes tipos de solo em cada bioma, utilizaram-se 1700 perfis e a estimativa de carbono foi um pouco inferior, igual a 36,30 Pg de C. Para as análises, considerando os solos sob os diferentes usos e biomas e tipos de solos sob os diferentes usos e biomas, o número de perfis utilizado foi menor ? 770 e 752, respectivamente ? e os resultados apresentaram as menores estimativas ? 32,32 e 34,65 Pg de C, respectivamente. As estimativas de estoque de carbono apresentam valores próximos entre si e compatíveis com a estimativa obtida em outro estudo, exceto no caso em que se considerou o uso do solo por bioma, cujo resultado foi subestimado devido à falta de informações disponíveis. Porém uma análise mais detalhada dos resultados mostra que a base de dados disponível apresenta lacunas que impedem a estimativa robusta do estoque de carbono dos solos do Brasil, considerando a distribuição das classes de solos em todos os biomas do território nacional e os diferentes tipos de uso do solo.
Ano de Publicação: 2007
ISSN: 1678-0892
Aparece nas coleções:Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CNPS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
bpd1212007estoquecarbono.pdf1,76 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace