Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/326892
Title: Genômica e proteômica de Anaplasma marginale: contribuições para o controle da riquétsia.
Authors: ARAÚJO, F. R. de
SOARES, C. O.
ROSINHA, G. M. S.
ELISEI, C.
MADRUGA, C. R.
FRAGOSO, S. P.
TORRES, F. A. G.
BRÍGIDO, M. de M.
WALTER, M. E. M. T.
FELIPE, M. S. S.
ALMEIDA JÚNIOR, N. F. de
ADI, S. S.
SOARES, C. M. de A.
PEREIRA, M.
ASTOLFI FILHO, S.
RAMOS, C. A. do N.
FARIAS, T. de A.
SOUZA, I. I. F. de
PRADO, R. de Q.
Affiliation: Flábio Ribeiro de Araújo, CNPGC
Stênio Perdigão Fragoso, Instituto de Biol.
Carina Elisei, Bolsista de Desenvolvimento Científico Regional, Fundect-CNPq
Gracia Maria Soares Rosinha, CNPGC
Cláudio Roberto Madruga, CNPGC
Cleber Oliveira Soares, CNPGC
Date Issued: 2009
Citation: In: SÉRIES Embrapa: [coletânea de publicações seriadas da Embrapa Gado de Corte - 2006 - 2007 -2008]. Campo Grande, MS: Embrapa Gado de Corte, 2009.
Pages: 29 p.
Description: A anaplasmose bovina é causada pela riquétsia intra-eritrocítica Anaplasma marginale, responsável por importantes prejuízos econômicos, por causa da alta morbidade e mortalidade em rebanhos bovinos suscetíveis. A vacinação tem sido uma forma econômica e eficiente de controlar a enfermidade. No entanto, os métodos de imunização tradicionais apresentam efeitos adversos em algumas categorias de animais. Nas últimas décadas, os estudos sobre imunização contra Anaplasma concentraram-se nas proteínas de superfície MSP1a, 1b, 2, 3, 4 e 5. No entanto, até o momento, os resultados foram pouco promissores, apontando a necessidade de ampliar o conhecimento sobre o rol das proteínas de membrana da riquétsia e das relações estruturais entre elas. Nesse contexto, os estudos do genoma e do proteoma da riquétsia têm contribuído com essa finalidade. Pela análise genômica, 14 genes para novas proteínas de membrana externa foram identificados (omp 1-14), dentre os quais, omp2, 3 e 6 não são transcritos. Esses genes ostraram-se altamente conservados entre isolados da riquétsia. As proteínas OMP4, 7, 10 e 14 foram reconhecidas por soros de bovinos imunizados com membrana de A. marginale, mostrando potencial para desenvolvimento de imunógenos. Além disso, mediante análise proteômica, foi possível detectar novas proteínas de membrana, negligenciadas pela anotação genômica. Dentre elas estão AM097 - conjugal transfer protein, AM956 - PepA citosol amino peptidase, AM254 - fator de elongação Tu e quatro proteínas de função desconhecida: AM127, 197, 387 e 854, as quais também foram reconhecidas por soros de bovinos imunizados com membrana de A. marginale.
Thesagro: Anaplasma Marginale
Bovino
Anaplasmose
Genoma
Imunologia
Proteína.
Keywords: Riquétsia
Controle.
Series/Report no.: (Embrapa Gado de Corte. Documentos, 161).
Language: pt_BR
Type of Material: Parte de livro
Access: openAccess
Appears in Collections:Série Documentos (CNPGC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DOC161.pdf1,55 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace