Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1063386
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Milho e Sorgo - Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Data do documento: 9-Fev-2017
Tipo do Material: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Autoria: GOMES, E. A.
LANA, U. G. de P.
PAIVA, C. A. O.
GUIMARAES, L. J. M.
Informaçães Adicionais: ELIANE APARECIDA GOMES, CNPMS; UBIRACI GOMES DE PAULA LANA, CNPMS; CHRISTIANE ABREU OLIVEIRA PAIVA, CNPMS; LAURO JOSE MOREIRA GUIMARAES, CNPMS.
Título: Efeito do fósforo (P) no solo sobre o microbioma de raízes de genótipos de milho.
Edição: 2016
Fonte/Imprenta: Sete Lagoas: Embrapa Milho e Sorgo, 2016.
Páginas: 25 p.
Série: (Embrapa Milho e Sorgo. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento, 142).
Idioma: pt_BR
Conteúdo: Dentre os principais fatores que limitam a produção de milho em áreas de Cerrado no Brasil destacam-se a acidez do solo, a toxicidade de alumínio e um baixo nível de nutrientes disponíveis, especialmente fósforo (P). As plantas desenvolveram várias estratégias para melhorar a aquisição de P, incluindo a capacidade de associar-se com microrganismos do solo que potencialmente aumentam a absorção de nutrientes e melhoram a nutrição das plantas. O objetivo deste estudo foi caracterizar as comunidades bacterianas da endosfera e rizosfera de genótipos de milho contrastantes para eficiência no uso de P cultivados em solos com baixo e alto nível deste nutriente, em condições de campo, por tecnologia de sequenciamento de nova geração Illumina MiSeq. Foi observada uma clara separação da comunidade bacteriana em função do nível de P do solo seguido da localização na rizosfera/endosfera e uma pequena, porém estatisticamente significativa, fração da variação da diversidade bacteriana na rizosfera foi atribuída ao genótipo em alto P. Proteobacteria foi o filo predominante na rizosfera e raiz e um decréscimo na razão de Proteobacteria/Acidobacteria em baixo P foi observado, demonstrando o efeito positivo do estresse de P em Acidobacteria. O nível de P também influenciou a distribuição da comunidade de α- e β-Proteobacteria, que foram enriquecidas em baixo P, incluindo Rhizobiaceae e Burkholderiaceae, respectivamente, e de γ-Proteobacteria, enriquecidas em solo de alto P, principalmente as famílias Enterobacteriaceae e Pseudomonaceae. A maior parte das OTUs (Unidade Taxonômica Operacional) dominantes foram classificadas dentro de famílias cujos membros são capazes de solubilizar fosfatos minerais, mostrando a influência do P sobre a comunidade de bactérias relacionadas aos ciclos biogeoquímicos deste nutriente no solo. Este conhecimento proporciona uma melhor compreensão de como as comunidades microbianas são adaptadas às condições de solo e genótipos, podendo levar ao aumento da produção agrícola através do uso mais eficiente de fertilizantes de P.
Thesagro: Solo
Ano de Publicação: 2016
Aparece nas coleções:Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CNPMS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
bol142.pdf7,97 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace