DSpace

Infoteca-e » Embrapa Uva e Vinho (CNPUV) » Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CNPUV) »

Por favor, utilize esse identificador para citar ou referenciar esse registro:
http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/873441

FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut

Formato RegistroConteúdo
Unidade da Embrapa/Coleção: Embrapa Uva e Vinho - Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Identificador: 12841
Data de Envio: 18-Jan-2011
Tipo do Material: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Autoria: MACHOTA JUNIOR, R.
BORTOLI, L. C.
TOLOTTI, A.
BOTTON, M.
Informações Adicionais: RUBEN MACHOTA JUNIOR, UFPEL; LÍGIA CAROLINE BORTOLI, UCS; ADRIANA TOLOTTI, UNISINOS; MARCOS BOTTON, CNPUV.
Título: Técnica de criação de Anastrepha fraterculus (Wied., 1830) (Diptera: Tephritidae) em laboratório utilizando hospedeiro natural.
Edição: 2010
Fonte/Imprenta: Bento Gonçalves: Embrapa Uva e Vinho, 2010.
Páginas: 23 p.
Descrição Física : il., color.
Série: (Embrapa Uva e Vinho. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento, 15).
Idioma: pt_BR
Palavras-chaves: Hospedeiro
Thesagro: Entomologia
Praga de planta
Mosca-das-frutas
Reprodução
Criação
Tecnologia
Conteúdo: Uma técnica para criação de todas as fases de desenvolvimento da mosca-das-frutas sul-americana, Anastrepha fraterculus (Wied., 1830) (Diptera: Tephritidae), em laboratório (T 24 ± 2°C; UR 70 ± 10% e fotofase 16 horas) utilizando dieta natural foi avaliada e descrita. Os adultos foram criados em gaiolas plásticas de polietileno transparente (41 x 29,5 x 30 cm) e alimentados com dieta artificial contendo extrato de soja, açúcar mascavo e gérmen de trigo, nas proporções de 3:1:1, além de água. Em cada gaiola, foi utilizada uma densidade média de 167 ± 25 casais. As fêmeas ovipositaram em frutos de mamão-papaia (Carica papaya L.) trocados a intervalos de 48 horas e mantidos em caixas plásticas (37 x 14 x 29 cm) com fundo coberto por vermiculita. Sobre a camada de vermiculita, foi colocada uma tela plástica de malha de 2 mm, para facilitar a retirada dos restos de mamão desidratado após o desenvolvimento larval. As larvas completaram o desenvolvimento no mamão passando à fase de pupa após 15 ± 2 dias. Em cada mamão (401 ± 16 gramas), foram coletadas 168 ± 27 pupas, obtendo-se 385 ± 44 pupas (viabilidade de 95 ± 2%) por semana, com peso médio de 1,33 ± 0,05 gramas a cada 100 pupas. Os insetos obtidos podem ser destinados a condução de bioensaios ou na manutenção da criação. A metodologia descrita permite o desenvolvimento de uma geração (ovo-adulto) a cada 32 ± 2 dias, perfazendo aproximadamente 11 gerações/ano.
Ano de Publicação: 2010
URI: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/873441
Aparece nas Coleções:Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CNPUV)
Arquivo Descrição TamanhoFormatoVisualizar
bop015.pdf10,44 MBAdobe PDFThumbnail
Download

Formato Dublin Core

Estatísticas