Acesso à informação Portal Brasil
DSpace

Infoteca-e » Embrapa Informática Agropecuária (CNPTIA) » Outras publicações (CNPTIA) »

Por favor, utilize esse identificador para citar ou referenciar esse registro:
http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/7852

FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut

Formato RegistroConteúdo
Unidade da Embrapa/Coleção: Embrapa Informática Agropecuária - Outras publicações técnicas (INFOTECA-E)
Identificador: 8379
Data de Envio: 28-Mai-2001
Tipo do Material: Outras publicações técnicas (INFOTECA-E)
Autoria: BALLESTERO, S. D.
FORTES NETO, P.
SILVA, F. C. da
FORTES, N. L. P.
CARNIELLI, A. M.
SANTOS, V. R. C.
Informações Adicionais: SERAFIM DANIEL BALLESTERO, UNITAU; PAULO FORTES NETO, UNITAU; FABIO CESAR DA SILVA, CNPTIA; NARA LÚCIA PERONDI FORTES, UNITAU; ANTÔNIO MÁRIO CARNIELLI, UNITAU; VICENTE RODOLFO CESAR SANTOS, UNITAU.
Título: Avaliação do composto de lixo urbano para uso agrícola: índice de produção de CO2 e maturidade.
Edição: 2000
Fonte/Imprenta: Campinas: Embrapa Informática Agropecuária, 2000.
Páginas: 22 p.
Série: (Embrapa Informática Agropecuária. Relatório Técnico, 9.)
Idioma: pt_BR
Palavras-chaves: Adubo orgânico
Composto orgânico
Compostagem
Lixo urbano
Biologia do solo
Conteúdo: O objetivo do trabalho foi avaliar o método de evolução da produção de CO2 como um indicador da maturidade e do grau de estabilidade do composto de lixo urbano (CL) para uso agrícola em função do tempo de fermentação de 30, 60, 90 e 120 dias de compostagem, misturando-se a cada um deles solo LV, nas proporções volumétricas de 1:1 e 1:2 (CL: solo). O CL usado foi produzido pela usina de reciclagem de lixo da URBAM, em São José dps Campos, SP. Verificou-se que o tempo de maturação de 30, 60 e 90 dias não foi suficiente para a plena bioestabilização como fertilizante orgânico, mas acima de 120 dias teve uma produção de CO2 mais baixa e uniforme; portanto, já em condições de ser usado como fertilizante. O intervalo de 90 a 120 dias de maturação foi o recomendado para a produção do CL maturado. Na sequência, validou-se a eficiência dessa metodologia para avaliar a maturidade do CL em um outro estudo, que se baseou na premissa de que se um CL maduro for aplicado ao solo não acarretará uma série de reações indesejáveis ao crescimento daas plantas, incluindo-se a redução na disponibilidade de nutrientes. Para tanto, utilizou-se de uma cultura teste (rabanete), que comprovou experimentalmente a hipótese.
Ano de Publicação: 2000
URI: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/7852
Aparece nas Coleções:Outras publicações (CNPTIA)
Arquivo Descrição TamanhoFormatoVisualizar
16.pdf3,3 MBAdobe PDFThumbnail
Download

Formato Dublin Core

Estatísticas