DSpace

Infoteca-e » Embrapa Uva e Vinho (CNPUV) » Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CNPUV) »

Por favor, utilize esse identificador para citar ou referenciar esse registro:
http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/659322

FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut

Formato RegistroConteúdo
Unidade da Embrapa/Coleção: Embrapa Uva e Vinho - Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Identificador: 12000
Data de Envio: 2-Mar-2010
Tipo do Material: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E)
Autoria: WOLFF, L. F.
SANTOS, R. S. S. dos
MELO, M.
Informações Adicionais: LUIS FERNANDO WOLFF, CPACT; REGIS SIVORI SILVA DOS SANTOS, CNPUV; MIRTES MELO, CPACT.
Título: Controle Biológico de traça-da-cera com Bacillus thuringiensis para a conservação de favos na apicultura sustentável e agricultura familiar.
Edição: 2009
Fonte/Imprenta: Pelotas: Embrapa Clima Temperado, 2009.
Páginas: 22 p.
Descrição Física : il., color.
Série: (Embrapa Clima Temperado. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento - versão online, 97).
Idioma: pt_BR
Palavras-chaves: Agricultura sustentável
Bacillus thuringiensis
Traça-da-cera.
Thesagro: Praga de planta
Controle biológico
Abelha
Apicultura
Conteúdo: As abelhas melíferas efetuam numerosas e importantes atividades que favorecem a humanidade e, na agricultura familiar, contribuem para a sustentabilidade de sistemas de produção de base ecológica, favorecendo a polinização dos cultivos, a produção de mel, pólen e própolis para alimentação da família e a geração de novas fontes de renda. Na apicultura, a conservação dos favos contra o risco de ataque e destruição pelas traças-da-cera é assunto de interesse econômico e motivação de uma série de estratégias pelos apicultores. Com o objetivo de avaliar a possibilidade de uso de formulações comerciais de Bacillus thuringiensis como agente biológico de conservação natural de favos de cera de abelhas melíferas, foi testada a mortalidade de lagartas de Galleria mellonella a diferentes concentrações de B. thuringiensis e verificado o impacto destas concentrações sobre Apis mellifera africanizadas em fase larval. Testes foram conduzidos em laboratório com lagartas de G. mellonella e a campo com larvas de A. mellifera africanizadas, em delineamentos completamente casualizados, com seis tratamentos e quatro repetições, em concentrações próximas da dose de campo recomendada para o produto comercial à base de B. thuringiensis. Concluiu-se que a aplicação de B. thuringiensis nas maiores concentrações utilizadas apresenta efeito favorável ao controle de G. mellonella quando os favos são imersos no produto e que, porém, as mesmas concentrações apresentam efeito direto significativo sobre a mortalidade de larvas de A. mellifera.
Ano de Publicação: 2009
URI: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/659322
Aparece nas Coleções:Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (CNPUV)
Arquivo Descrição TamanhoFormatoVisualizar
boletim97.pdf4,21 MBAdobe PDFThumbnail
Download

Formato Dublin Core

Estatísticas