DSpace

Infoteca-e » Embrapa Caprinos (CNPC) » Outras publicações (CNPC) »

Por favor, utilize esse identificador para citar ou referenciar esse registro:
http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/515365

FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut

Formato RegistroConteúdo
Unidade da Embrapa/Coleção: Embrapa Caprinos e Ovinos - Outras publicações técnicas (INFOTECA-E)
Identificador: 1573
Data de Envio: 5-Fev-2001
Tipo do Material: Outras publicações técnicas (INFOTECA-E)
Autoria: SIMPLICIO, A. A.
SANTOS, D. O.
SALLES, H. O.
ANDRIOLI, A.
Informações Adicionais: CNPC; CNPC; CNPC; CNPC.
Título: Transferência de embriões em caprinos.
Edição: 2000
Fonte/Imprenta: Ciência Veterinária nos Trópicos, Recife, Recife, v. 3, n. 2, p. 55-73, 2000.
Idioma: pt_BR
Palavras-chaves: Caprino
Reproducao
Pequeno ruminante
Conteúdo: A transferência de embriões (TE) tem como objetivo maximizar o potencial reprodutivo da fêmea através da exploração do seu potencial biológico, visando extrapolar suas possibilidades naturais e contribuir para a disseminação de animais geneticamente superiores. A viabilidade da TE na espécie caprina foi primeiro demonstrada em 1934 nos Estados Unidos e no Brasil em 1986. O nascimento de crias viáveis oriundas de embriões criopreservados em nitrogênio foi registrado pela primeira vez em 1976 na Austrália e no Brasil em 1997. Com a TE tem-se a possibilidade de obter de quatro a dez embriões, morfologicamente viáveis, por fêmea doadora/coIheita, podendo o programa ser repetido de quatro a seis vêzes em um ano. A TE oferece amplas possibilidades para se incrementar o ganho genético, principalmente, por reduzir o Intervalo entre gerações, além de atender objetivos de ordem sanitária e comercial. A sobrevivência embrionária é influenciada por alguns fatores, dentre eles: a condição corporal e de saúde de doadoras e receptoras; a resposta super ovulatória das doadoras; a taxa de ovulação (TO) das receptoras; o número de embriões inovulados por receptora e a sincronia entre o estado fisiológico das receptoras e a idade dos embriões. No Brasil, ainda não existe um protocolo para criopreservação de embriões caprinos que seja prático e de fácil uso, comprovado em nosso meio, sendo notória a importação de animais vivos que, em sua maioria, é responsável pela introdução de doenças exóticas ao rebanho nacional. A TE associada à criopreservação disponibiliza aos produtores, técnicos e à sociedade, em geral, a possibilidade de vencer as barreiras do tempo e do espaço, transformando-a numa técnica de grande importância zootécnica e econômica. Ainda, com o uso da criopreservação de embriões, é possível importar e exportar germoplasma dispensando o transporte de animais e períodos de quarentena, significando redução nos custos do processo de aquisição de animais; transferir embriões para fêmeas em estro natural, sem a obrigatoriedade da sincronização artificial do estro e da ovulação da receptora; preservar embriões colhidos excedentes ao número de receptoras sincrônicas; adequar a época dos partos, independentemente da data da colheita dos embriões; formar bancos de germoplasma objetivando a conservação de espécie e/ou raça em perigo de extinção; acelerar o melhoramento genético, em especial, pela multiplicação rápida de fêmeas geneticamente superiores, mesmo quando se encontrarem a longa distância; favorecer a implementação de teste de progênie em fêmeas; comercializar, transportar e difundir material genético entre produtores, regiões e países. A TE é importante como prática de manejo reprodutivo mas, principalmente, uma ferramenta para o melhoramento genético dos rebanhos caprinos. Conclui-se, que o FSH é a gonadotrofina que oferece meIhores respostas quanto à TO e o número de embriões morfologicamente viáveis, o etilenoglicol é o melhor crioprotetor para o embrião caprino e a sobrevivência embrionária in vivo correlaciona-se positivamente com o estádio de desenvolvimento dos embriões.
Ano de Publicação: 2000
URI: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/515365
Aparece nas Coleções:Outras publicações (CNPC)
Arquivo Descrição TamanhoFormatoVisualizar
APITransferenciadeembriao.pdf8,89 MBAdobe PDFThumbnail
Download

Formato Dublin Core

Estatísticas